Google+
 

Viagem pelas Ilhas Faroé

Gásadalur-things-to-do-in-faroe-islands

Entre os ventos do Atlântico Norte, as Hébridas Exteriores da Escócia e a fascinante Islândia, aparece um conjunto intocado de ilhas e com cara de conto de fadas: as Ilhas Faroé. Pequenas e remotas sim, mas com paisagens dramáticas e cultura peculiar que fazem das Ilhas Faroé um destino imperdível para ter na sua bucket list de viagens.

Gigantescas rochas de basalto e vistas infinitas do Oceano Atlântico não parecem muito aconchegantes? Pois foi lá que os vikings noruegueses adotaram como casa, quando chegaram pela primeira vez às terras faroenses no século 9. Os faroenses possuem um modo de vida bastante peculiar, seja pela típica dança em corrente acompanhada por baladas vocais, seja pelas famosas carnes fermentadas ou pelo adorado esporte nacional, a corrida de barcos – eles sabem como manter a tradição viva por lá.

Sørvagsvatn-things-to-do-in-faroe-islands

Enquanto o mundo está ocupado sincronizando dispositivos e hábitos, essa pequena comunidade faz questão de ser à moda antiga. As casas com grama no telhado são aparadas por ovelhas, naturalmente, e as ilhas possuem um total de três semáforos, todos na capital Tórshavn. O povo faroense também mantém um íntimo relacionamento com a natureza. São pescadores apaixonados e bem treinados, sabem cozinhar muito bem e dão aulas sobre o ambiente rochoso que os cercam.

Com uma paisagem que engloba 18 ilhas e penhascos dramáticos, vales verdejanes e pântanos sem árvores, a natureza de Faroé é ao mesmo tempo desafiadora e inspiradora. As ilhas são separadas por sondas e fiordes estreitos, e tem uma população de pouco menos de 50.000 habitantes, espalhados por 17 das ilhas. Em uma delas, a ilha de Stóra Dímun, vivem apenas sete pessoas. Apesar da geografia remota, as ilhas são surpreendentemente acessíveis – a apenas duas horas de voo de diversas grandes cidades do norte da Europa.

gjogv-things-to-do-in-faroe-islands

Algumas ilhas são acessíveis via pontes ou túneis, outras apenas por balsa ou helicóptero. Aliás, viajar de helicóptero pode soar como uma solução extravagante, mas os preços são bem mais acessíveis do que se imagina, e acaba tornando-se um ótimo meio de transporte de locações mais remotas, como a linda ilha de Mykines. Mykines é reconhecida por sua diversificada população de pássaros, incluindo pelicanos, fulmares, papagaios-do-mar e ostreiros, o pássaro nacional faroense.

Entrecortando pradarias naturais, penhascos e despenhadeiros incrivelmente íngremes, as estradas de Faroé são sinônimo de adrenalina por si só. As distâncias são pequenas e não é preciso traçar itinerários – apenas passeie por entre os vales e os pequenos vilarejos e siga seu coração.

Funningur-things-to-do-in-faroe-islands

O mar nunca está a mais do que poucos minutos de distância. Basta seguir a estrada principal e descer em alguma das estradinhas laterais para se deparar com margens, colinas e vales repletos de vilarejos e casinhas multicoloridas cobertas de grama. Um dos vilarejos locais favoritos é a idílica Saksun, na parte norte da ilha de Streymoy, com suas pequenas casas pretas e um lindo lago à beira do oceano. Não deixe também de visitar a vila de Gjógv, na ilha Eysturoy, com um dos mais belos portos que você verá na vida.

Sua aventura faroense não estará completa sem passar um dia ou dois na capital Tórshavn, localizada na ponta sul da ilha de Streymoy. A cidade antiga de Tórshavn, que corre à beira do porto, é dos locais mais bonitos, com casas pintadas em uma bela paleta de sombras.

torshavn-things-to-do-in-faroe-islands

Fonte: Momondo

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>