Google+
 

Diversão nas Cataratas do Niágara

Elas são um dos pontos turísticos mais visitados no mundo, fazem parte das 7 Maravilhas Naturais do Mundo e são uma das fronteiras naturais mais lindas do planeta. Dignas das malucas aventuras do Pica-Pau em seu barril, explorar as Cataratas do Niágara é um dos programas que devem fazer parte de uma visita completa a Toronto, no Canadá.

Localizadas a mais ou menos duas horas da cidade, as Cataratas do Niágara separam com suas belas e imponentes quedas d’águas dois países – de um lado a província canadense de Ontário, e do outro o estado de Nova York, nos Estados Unidos. As águas que desabam na enorme garganta são provenientes dos Grandes Lagos canadenses, e depois de correrem pelo vale, se depositam no famoso (e gigantesco) lago Ontário.

500000829-1024x686

Mas não é só pelo ângulo natural que as cataratas são interessantes. Independente da época do ano, há muita história, cultura e diversão por lá. Para começar a jornada, uma parada na Table Rock, local onde fica um centro para visitantes e de onde pode-se escolher por onde começar a visita. Entre um mirante e outro, você pode fazer a Journey Behind the Falls, que é uma caminhada pelos centenários túneis que passam por trás das quedas d’água e de onde pode-se ver toda a sua força através de janelas esculpidas na pedra. A caminhada acaba em um mirante que parece muito com aquele do desenho do Pica-Pau, pertinho das quedas, onde é impossível não se molhar um pouco. Mesmo com a capa amarela!

Por lá também é possível encarar a experiência 4D Niagara’s Fury, um simulador que conta a história evolutiva das cataratas desde a pré-história utilizando projeções, movimentos, vento e água, obviamente. Para os mais ousados, dá para apreciar a vista de formas bem peculiares. Durante o verão, uma tirolesa de 670 metros que alcança velocidade de uns 70km/h proporciona uma visão privilegiada e radical das falls. Já a Niagara Helicopters realiza passeios aéreos desde 1961 – que funcionam praticamente o ano todo – é uma opção mais cool e confortável para apreciar aquela bela vista.

500003704-1024x662

Você ainda pode fazer um passeio de barco com Maid of the Mist e chegar pertinho das quedas, apostar uns trocados no Cassino Niagara, ou ainda fazer uma visita ao Niagara Falls History Museum para saber mais sobre as histórias e curiosidades do lugar. E vale até dar um spoiler: um ser humano já foi levado pelas águas acima das quedas, desceu as cataratas sem nenhuma proteção e sobreviveu. Não, não é conto de pescador!

Fonte: Chicken or Pasta

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Cartas para Julieta

Desde o século passado, escrever uma carta de amor e enviar para as “secretárias” de Julieta é uma das principais atrações turísticas de Verona, na Itália. Há cerca de 70 anos, pessoas escrevem suas histórias de amor e as enviam para a casa de Julieta Capuleto, personagem de William Shakespeare. Agora, mais pessoas ajudarão a responder as cartas de amor, já que 50 voluntárias de vários países irão para Verona ajudar nesta tarefa. As voluntárias que irão até Verona têm entre 20 e 60 anos de idade. Elas receberão as cartas sobre desilusões amorosas e terão a tarefa de lê-las e respondê-las para todas as partes do planeta.

0zcsvphprzn0o6p15bpglpdwm

A primeira carta chegou nos anos 1930 e foi encontrada na suposta tumba da personagem do romance “ Romeu e Julieta ”. Na época, ela foi respondida por um coveiro, e esse foi primeiro passo para que fosse criado um fenômeno mundial de enviar cartas para a personagem.  Foi tanta demanda que a prefeitura oficializou, há 25 anos, o serviço “Clube da Julieta”, que recebe cerca de 10 mil cartas por ano em vários idiomas.

O serviço ficou ainda mais famoso em 2010 com o filme “ Cartas para Julieta ”. A produção conta a história de Sophie, que em visita à Itália conhece um muro em que pessoas com desilusões amorosas deixam cartas para Julieta. Quando encontra uma carta de 1957, a jovem decide responder à autora, Claire, que vai para a Itália em busca de seu amor antigo e que ela nunca esqueceu.

d0gp40nj83b8ny5orsripayws

Fonte: IG

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Orlando além dos parques

Na hora de decidir para onde viajar, dificilmente alguém pensa: “vou para Orlando”. Isso porque as pessoas sempre pensam em ir à “Disney”! O nome não só um sinônimo para a cidade como também uma forma de resumir a peregrinação pelos parques temáticos. Mas a região vai muito além dos parques mais conhecidos e é fácil fazer um roteiro com atividades interessantes além deles.

destinations_header_orlando

Os parques de Orlando até podem consumir a maior parte do seu tempo na cidade, afinal, são muitas atrações a serem desbravadas, mas existem também vários passeios bacanas que vale incluir no roteiro, de acordo com seu tempo disponível. Embora faça parte do complexo Disney, a Disney’s Boardwalk é pouco conhecida dos brasileiros. Reserve um horário para caminhar sem pressa por essa espécie de vila super charmosa, que concentra atrações de rua, lojinhas e gastronomia.

disney-boardwalk-orlando-florida

Ao norte de Orlando, cerca de 20 minutos de carro a partir do centro, está uma charmosa cidadezinha chamada Winter Park. O município de pouco mais de 28 mil habitantes reúne natureza, gastronomia e cultura, e ainda consegue preservar sua doçura. Em uma caminhada pela Park Avenue, uma das principais vias locais, é possível notar elegantes moradores tomando chá da tarde. Até o trem na estação próxima aos cafés parece colaborar para o sossego da região, disfarçando o ruído de sua chegada com o balançar das muitas árvores do entorno. A avenida é também endereço de badalados restaurantes, como o Luma Park, que atrai americanos de diferentes partes de Orlando.

park-avenue

De volta a Downtown, uma das coisas mais legais que você também pode fazer em Orlando é visitar o I-Drive 360, centro de entretenimento bem no centro da cidade e onde estão atrações imperdíveis como a roda-gigante Orlando Eye, o incrível Sea Life Orlando Aquarium e uma filial do museu de cera Madame Tussauds.

roda-gigante-orlando-eye

E aqui vai uma atração especial para os fãs do espaço: o Kennedy Space Center é um passeio inesquecível! A menos de uma hora de Orlando, o edifício de montagem e a base de lançamento da NASA ficam abertos aos turistas o ano inteiro. Dá pra saber tudo sobre foguetes e astronautas e até experimentar a gravidade zero!

kennedy-space-center-22785

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Novas áreas verdes nas grandes cidades

Depois da criação do High Line Park, parque público em Nova York construído sobre trilhos antigos a dez metros do chão, projetos deste tipo vêm surgindo em várias cidades do mundo. Muitas metrópoles estão investindo na ideia, tanto para resgatar um pouco da natureza perdida na urbanização, quanto para oferecer à população um espaço agradável e familiar, com uma vista.

O High Line Park, em Nova York

O High Line Park, em Nova York

Enquanto alguns destes projetos seguem à risca o plano do High Line de reutilizar as linhas ferroviárias abandonadas, muitos estão simplesmente plantando árvores e caminhos bucólicos por onde podem.

01_sanfran

São Francisco, Califórnia

Em São Francisco, na Califórnia, o mais novo parque estará no topo do centro financeiro, bem no meio das vias de trânsito. Já Seul, na Coréia do Sul, está transformando um viaduto feio em um exuberante jardim, que cortará a cidade.

02_seoul

Seul, Coréia do Sul

Londres também está seguindo a tendência e está projetando um jardim sobre uma ponte. Enquanto isso, a mais bela vista de Manhattan agora pode ser encontrada em Governors Island, onde paisagistas ergueram quatro montanhas artificiais.

01_london

Londres, Inglaterra

01_manhattan

Manhattan, Nova York

Que tal esta nova tendência verde das grandes cidades?

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Um museu para Yayoi Kusama

Em breve, uma das artistas japonesas mais proeminentes de sua geração inaugurará um museu inteiramente dedicado à sua obra. Trata-se de Yayoi Kusama, cujas criações terão um lugar para chamar de seu a partir de outubro, no bairro Shinjuku, em Tóquio, Japão.

O edifício branco de cinco andares com amplas janelas foi construído em 2014 e, desde então, residentes que passavam pelo local e viam algumas obras de Kusama pelas janelas perguntavam-se qual seria a finalidade do prédio. Até que, finalmente, a imprensa japonesa desvendou o mistério neste mês, confirmando que o espaço será o Yayoi Kusama Museum. Segundo a representante da artista, ela mesma quis manter o suspense em torno do local para a surpresa dos fãs.

yayoi-kusama-museum

Sob o comando de Tensei Tatebata, presidente da Tama Art University e diretor do Museu de Arte Moderna de Saitama, no Japão, a instituição pretende hospedar duas exposições rotativas anualmente. No piso térreo, haverá a loja do museu; o segundo e terceiro andares serão dedicados às pinturas, esculturas e outras obras da artista; já o quarto andar abrigará os seus Infinity Rooms, com espelhos e esculturas pintadas com as icônicas bolinhas que as tornou famosa, além de outras obras igualmente populares; enquanto no quinto andar, onde também há uma parte externa, estarão numa sala de leitura os arquivos e documentos sobre a vida e obra da artista, tão conhecida por sua mente obcecada e instável.

Em cartaz até fevereiro do próximo ano, Creation is a Solitary Pursuit, Love is What Brings You Closer to Art (A Criação é uma Busca Solitária, o Amor é o que te Leva Mais Perto da Arte, em tradução livre) é a mostra que dá boas vindas ao museu, voltada para a série de pinturas mais recente da artista, My Eternal Soul (Minha Alma Eterna), com desenhos de olhos, rostos e formas orgânicas em cores vivas – dessas que integram sua predileção criativa.

yayoi-kusama-1200x800

Aqui no Brasil, já vimos uma exposição dedicada à artista no Tomie Ohtake e também há um espaço dela em Inhotim. Kusama também já assinou uma linha de acessórios com a Louis Vuitton em 2012.

Fonte: FFW

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Estadia de celebridade

livingroommickjohn

Para quem quer viver seus quinze minutos de fama, o destino certo é  Nova York! E mais ainda, a mlhor pedida é a suíte The Paparazzi Project no Hotel Row NYC. Idealizada por Ron Galella, literalmente a personificação do termo paparazzo – o fotográfo capturou momentos emblemáticos de celebridades como Mick Jagger, John Lennon e sua musa Jackie O. –,  a suíte de 1000 m² traz decoração elegante inspirada no glamour da Hollywood antiga com direito a fotografias de Galella, sendo algumas delas inéditas. Otoque fashion fica por conta da roupa de cama e banho da Missoni Home.

suitelr2

Para completar o dia de celeb, peça pela projeto The Paparazzi Project: durante duas horas um fotógrafo registra seus melhores momentos dentro do hotel e pela Times Square. Para ficar bem na foto, a programação ainda conta com tratamento de beauté no salão Lionel Renard. Tudo regado a tacinhas de champanhe! Que tal?

suitebedroom1-1

Fonte: Vogue

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

HOYA NEWS – 21/08/2017

Risco de crime fiscal e tudo para você ler antes de a Bolsa abrir

Equipe econômica está preocupada com os riscos de quebrar a chamada “regra de ouro” das finanças públicas

São Paulo – Leia as principais notícias desta segunda-feira (21) para começar o dia bem informado:

As quentes do dia

Déficit alto põe governo sob risco de crime fiscal. Governo está preocupado com os riscos de descumprimento da chamada “regra de ouro” das finanças públicas, que proíbe a emissão de dívida em valor superior às despesas de capital (essencialmente investimentos) do exercício.Com os elevados déficits fiscais, há possibilidade de infração à norma em 2018, afirma o Valor Econômico.

Fundo público de R$ 3,6 bi desafia fiscalização eleitoral. Estrutura da Justiça é considerada insuficiente para analisar gastos de 2018, quando o fundo eleitoral aprovado na comissão da reforma política da Câmara dos Deputados vai despejar bilhões de reais em campanhas políticas no próximo pleito, diz O Estado de S. Paulo.

20% dos deputados federais receberam doação de empresa à qual fizeram pagamento. De acordo com aFolha de S. Paulo, um a cada cinco deputados federais recebeu, nas eleições de 2014, doações de empresas ou pessoas que eles contrataram –e às quais pagaram com dinheiro público.

MPF gastou R$ 2,2 milhões em diárias para procuradores da Lava Jato. Segundo a Folha de S. Paulo, de 2015 até julho deste ano, cerca de R$ 2,2 milhões foram gastos pelo MPF só em diárias pagas a procuradores que atuaram na Operação Lava Jato no período. Os valores são pagos como verba extra para aqueles que saem de suas cidades de origem para reforçar as equipes em Curitiba.

Alavancagem é o problema dos frigoríficos. Acostumados a investir em aquisições, as principais empresas do setor – JBS, BRF e Marfrig – pretendem vender ativos ou participações em controladas para trazer o endividamento para níveis mais confortáveis, publica o Valor Econômico.

Política e mundo

Moro nega suspensão de segundo interrogatório de Lula. No dia 13 de setembro, será a segunda vez que os dois ficam frente a frente, com o petista com réu em um processo da Lava Jato, em Curitiba.

Justiça no DF suspende novamente aumento de impostos sobre combustíveis. A decisão foi proferidapela juíza Adversi de Abreu. No mês passado, em outra decisão, o juiz Renato Borelli também suspendeu o reajuste por entender que seria inconstitucional por ter sido feito por decreto e não por projeto de lei.

Gilmar Mendes soltou o “rei do ônibus” de novo na sexta-feira. O empresário Jacob Barata Filho, considerado o “rei dos ônibus” no Rio, é acusado pelo Ministério Público Federal de pagar propinas a autoridades do estado.

Erdogan diz para turcos na Alemanha votarem contra Merkel. Os laços entre a Turquia e a Alemanha se tornaram mais tensos após um golpe fracassado no ano passado.

Enquanto você desligou…

Em relatório, PF indicia delatores da Andrade Gutierrez. A decisão da PF é mais um capítulo das contestações que a corporação tem feito das colaborações premiadas fechadas pelo MPF.

Zaher vai cortar laços com Estácio no mês que vem. Nesta semana, a família vendeu parte de sua participação na Estácio em duas operações e venderá o resto até o final de setembro.

Siemens nomeia André Clark como próximo CEO no Brasil. Segundo a companhia, a operação será coordenada pelos bancos Credit Suisse e Bradesco BBI. A empresa já tem ações negociadas na B3, mas tem baixa liquidez.

Agenda do dia

Nesta segunda-feira, sai o Boletim Focus do Banco Central. Também sai o índice de produção industrial da Zona do Euro.

Exame.com

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Galápagos, paraíso para os amantes da natureza

Imagine o privilégio de poder conhecer um dos raros lugares do planeta ainda pouco afetados pela devastação humana. No arquipélago de Galápagos, cerca de 95% é área de preservação, o que dá a noção da riqueza natural desse conjunto de ilhas do Pacífico, apelidado – muito apropriadamente – de Ilhas Encantadas.

Distante mil quilômetros da costa do Equador, Galápagos é a segunda maior reserva marinha do mundo. Emergiu ao oceano há cinco milhões de anos, como resultado das erupções vulcânicas submarinas, e até hoje surpreende e encanta seus visitantes, com sua diversidade de flora e fauna.

Featured_leoes-San-Cristobal-1

As Ilhas Galápagos foram declaradas parque nacional em 1959 e Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1978. Curiosamente, foi descoberta em 1532, mas colonizada somente três séculos mais tarde, o que garantiu a biodiversidade intocada durante anos. Seu nome vem das gigantes tartarugas que medem até dois metros de comprimento. Elas dividem a atenção (e os flashes) dos visitantes com as iguanas e leões-marinhos, que transitam tranquilamente pelas ilhas.

Não foi à toa que tanta particularidade inspirou o naturalista inglês Charles Darwin, em 1835, a passar cinco semanas na região, tecendo um estudo profundo que gerou uma das teorias humanas mais debatidas até os dias atuais, a Teoria Evolução das Espécies. Segundo ele, os animais alterariam suas características para adaptar-se a um novo ambiente, que se transformaria constantemente pelas profundas forças geológicas e climáticas da natureza.

Ilha-Bartolome-1

É possível visitar Galápagos em qualquer época do ano. Entre junho e novembro costuma ser o melhor período de mergulho, por causa da quantidade maior de peixes. Já de dezembro a abril, o clima é mais ensolarado, mas com pancadas de chuva quase diárias. Visitar todas as ilhas de Galápagos é tarefa quase impossível. Afinal, são 13 ilhas maiores, seis ilhas menores e mais de uma centena de ilhotas e rochedos, que totalizam uma área terrestre de mais de 8.000 km². Cada uma delas possui atrativos únicos e paisagens memoráveis. Confira algumas das principais (outras incluem Ilha SeymourIlha Santa MariaIlha de GenovesaIlha de WolfIlha Pintada e Ilha Bella)

Para aprofundar os conhecimentos científicos, não deixe de visitar locais de estudo e pesquisa nas ilhas. Entre elas, a Fundação Charles Darwin, que mantém o programa de reprodução e criação de tartarugas terrestres gigantes em cativeiro. Dá para chegar pertinho delas e garantir ótimas fotos.

Estacao-de-Pesquisa-Charles-Darwin-1

Fonte: Momondo

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

5 documentários de viagem que todos os viajantes devem assistir

Se você é daquelas pessoas que quando não está viajando está planejando o próximo destino, essa lista vai te ajudar  na preparação pra cair na estrada mais uma vez. Foi-se o tempo em que documentários traziam apenas especificações técnicas e atualmente esse gênero pode ser muito inspirador. Espere pra fazer a mala, separe um tempo pra telinha e prepare a pipoca!

A vida em um dia (Kevin MacDonald, 2011)

Esse documentário é resultado da seleção e compilação de mais de 80000 vídeos enviados por usuários de Youtube em um único dia, mais precisamente o dia 24 de julho de 2010. Milhares de pessoas e paisagens em mais de cento e noventa e dois países resultam em diversas imagens que vão desde a poesia absoluta até o mais simples cotidiano. O filme nos conecta com nossa humanidade e nos deixa curiosos para conhecer a imensidão do planeta.

Maidentrip (Jillian Schlesinger, 2013)

Laura-Dekker-Maidentrip

Maidentrip conta a incrível história de Laura Dekker, uma holandesa que deu a volta ao mundo em um veleiro: sozinha e com apenas quatorze anos! O documentário retrata a viagem de Laura, o amadurecimento da adolescente e os bastidores e preparação para a grande proeza. Quem gosta de viagem certamente vai se sentir animado com esse documentário que inspira aventura.

Vivendo com um dólar (Chris Temple e Zach Ingrasci, 2013)

Quatro estudantes de engenharia da classe média norte-americana resolveram fazer um experimento na Guatemala e viver com apenas um dólar por dia, durante cinquenta e seis dias. O filme retrata as dificuldades vividas pelos jovens e por toda a população de Pena Blanca e a experiência promete inspirar os viajantes engajados com as causas sociais ao redor do mundo.

Capitais do delito (Conor Woodman)

Não é só um filme, mas uma série documental que os turistas interessados em grandes capitais devem assistir para se protegerem. Os episódios apresentados por Conor Woodman mostram os golpes mais comuns que são aplicados aos turistas e, principalmente, como agir pra não cair em armadilhas que vão desde uma cobrança abusiva em corridas de táxi até batedores de carteira profissionais. Quem assiste viaja mais atento, e por isso mesmo, em segurança.

Samsara (Ron Fricke, 2011)

ron_dolly_china_hg

Para fechar a lista com chave de ouro, esse documentário, que foi filmado ao longo de cinco anos em mais de vinte países, alterna imagens arrebatadoras de belezas naturais com catástrofes industriais bem como retrata seres humanos em situações de miséria ou profunda espiritualidade. O estado meditativo proposto pelo filme guia o espectador e ao final a sensação é de que a viagem ao redor do mundo já foi feita. Simplesmente imperdível!

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Feliz Dia dos Pais!

2017-08-11

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone