Google+
 

Cartão postal amarelo

Durante a primavera, a região de Luoping, na China, se transforma numa espécie de oceano amarelo de flores, num cenário que parece vir de outro planeta. Fotógrafos de todo o mundo aproveitam a ocasião para capturar a beleza deste espetáculo natural, com colinas envolvidas por um amarelo brilhante e a perder de vista.

Luoping_interna

Luoping1

A semente responsável pelo cenário é a flor de canola, plantada em toda a China, mas que floresce em diferentes épocas do ano, dependendo das temperaturas em cada lugar. As fazendas na região de Luoping estão entre as maiores da China país e são normalmente as primeiras a colorir o país.

Luoping2

Luoping3

A flor de canola é plantada para depois ser colhido o óleo de canola a partir das sementes. Antes disso, há tempo para cenários como os que você vê nestas fotos.

Luoping6

Fonte: Hypeness

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O trem de luxo Rajasthan

O Royal Rajasthan é um trem sofisticado que realiza um trajeto pelo sul da Índia, passando por paisagens magníficas de vários reinos, além de culturas e cores vibrantes. Ele foi idealizado com o objetivo de reacender o charme e o luxo das viagens de trem dos velhos tempos, mas com conforto e modernidade.

royal-Rajasthan-on-wheels

Este passeio é planejado para levar os passageiros através das areias do deserto, intrigantes fortalezas e palácios, com escapadas de aventura pela floresta, sempre com muita sofisticação. A magnífica decoração, refeições suntuosas que mais parecem banquetes, vinhos de ótima qualidade e um serviço totalmente personalizado encantam os turistas.

royal-rajasthan-on-wheel1

Royal Rajasthan on Wheels tem capacidade para 82 pessoas, possui dois bares-restaurantes, 13 salões de luxo, instalações de spa internacional, sala de reuniões e acesso à internet. O interior do trem é deslumbrante.

4444607429_1f2107d578_o

As instalações privadas são um show à parte! A cama é enorme e relaxante e tem colcha feita de veludo e seda. As cortinas penduradas exibem um brilho estonteante e os móveis são simplesmente maravilhosos. As cabines de luxo vêm com nomes como: Pearl, Esmeralda, Rubi e Safira, decoradas com cores alegres.

21

Este trem oferece o conforto de explorar o deserto do estado de Rajasthan no menor tempo possível, com suas cores, parques nacionais e santuários de vida selvagem, sem contar as maravilhas do artesanato local. Um luxo só!

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Novo “hotel palácio” em Paris

O que está acontecendo no mundo dos hotéis de luxo para os ricos e famosos em Paris é uma séria competição, que muitos estão chamando de “Guerra dos Palaces”, devido à reabertura, no dia 5 de julho, do histórico Palace Crillon (oficialmente, Hôtel de Crillon, da rede Rousewood Hotel) na Praça da Concórdia, na Champs-Élysées.

1.hotel_repforbes

Depois de mais de quatro anos de reforma, o prestigiado hotel, propriedade da família real saudita, recuperou seu esplendor e magnificência faraônica. Dono da propriedade desde 2010, o príncipe saudita Mutaib Bin Abdullah Bin Abdulaziz, que o comprou por € 250 milhões, escolheu devolver ao hotel sua grandiosidade original. Ele gastou quase tanto quanto pagou – € 200 milhões – para modernizá-lo com o que há de mais confortável e recente, além de construir um segundo subsolo e reduzir o número de quartos de 147 para 124 para privilegiar refinadas suítes.

2.hotel_repforbes

“A ideia era colocar uma dose de elegância contemporânea no universo do século 18”, relatou a revista semanal francesa “The Nouvel Observateur”. “É preciso reconhecer o sucesso, já que nem sempre é fácil fazer algo moderno e sofisticado a partir de algo antigo.”

O renascimento do Crillon, que foi originalmente inaugurado como um hotel há 98 anos, em 12 de março de 1909, era necessário caso o hotel desejasse entrar na competição não-oficial entre os palaces de Paris – incluindo o Peninsula, inaugurado em 2015, e o Ritz, que foi aberto novamente em 2016 – que a mídia francesa está chamando de “la grande bataille des palaces parisiens”.

5.hotel_repforbes

Uma noite no novo hotel pode variar de € 1.200 a € 32.000. Os quartos têm vista para o Obelisco de Luxor, Jardins das Tulherias e Assembleia Nacional, entre outros marcos da capital francesa. O saguão é decorado com sofás de couro. Um restaurante de ponta, o L’Ecrin, é conduzido pelo chef Christopher Hache. Há, ainda, um restaurante mais casual com um bar.

No novo nível de subsolo foi construída uma piscina magnífica, com teto de vidro e vista para um pátio, um spa decorado com mármore branco, um salão de beleza e uma sala que oferece serviços para homens, como barbeiros e engraxates.

7.hotel_repforbes

Com a reforma do Crillon, Paris oferece, agora, 1.900 quartos “palacianos” – 800 a mais do que há uma década. Dadas as dificuldades encaradas pela indústria do turismo devido aos ataques terroristas na cidade e no país – que afetaram particularmente o mercado de hotéis de luxo -, as expectativas são altas e a competição é acirrada.

3.hotel_repforbes

Fonte: Forbes

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Norte da Tailândia

Se você pensa em visitar a Tailândia, não pode deixar de conhecer a parte norte do país, cheia de templos sagrados, natureza exuberante e culinária deliciosa. Entre os destaques desta parte do país estão Chiang Mai, Pai e Sukhotai.

Chiang Mai é conhecida por ser o centro cultural da Tailândia e onde está reunida  a maior parte dos principais templos do país. A segunda maior cidade da Tailândia foi construída dentro de uma imensa muralha que serviria de defesa caso os vizinhos birmaneses resolvessem atacar de repente. Fora das muralhas, os turistas podem fazer várias atividades, seja andar de bicicleta, conhecer templos budistas, visitar feiras de artesanatos, provar alguns insetos ou pratos típicos e até mesmo encarar um rafting no rio que corta a região.

thai_chiang-mai

oda a região de Chiang Mai é coberta por montanhas, rios e florestas e é perfeita para as viagens de aventura, com direito a passeios até as aldeias tribais, onde fica a tribo das mulheres-girafa (Kayan). Em casas feitas de palha, enfileiradas numa vila muito pequena, as mulheres exibem peças de artesanato ou trabalham em máquinas de tear. O passeio até a tribo delas é algo muito explorado e desejado pelos turistas, mas é importar ficar atento ao fato de que se antigamente usar as argolas era tradição, hoje em dia virou uma questão de sobrevivência econômica. As Kayan se tornaram uma boa fonte de renda para quem explora o turismo por ali e, com isso, passaram a ser exploradas também. Deve-se também evitar os passeios de elefantes, que costumam ser muito mal tratados pelos seus donos.

thai_chiang-mai-thailand

Pai é uma cidadezinha pacata e linda que fica a poucas horas de Chiang Mai.  Cercada de natureza e perfeita pra quem curte aventura, pois conta com atrações como canyons, cachoeiras e caverna, costuma ser bastante explorada por aqueles em busca de turismo esportivo e de aventura. Chegando em Pai, é possível alugar uma moto e conhecer as duas cachoeiras principais da cidade. Depois de Pam Bok, cachoeira localizada no sul, é possível seguir até o canyon que conta com uma vista maravilhosa para as florestas da região. Vale à pena se programar para assistir o pôr do sol de lá.

thai_chiang-mai-trek-4

Para ir até a caverna, denominada Lod Cave, é preciso contratar um barqueiro, pois ela é cheia de água e, então, o passeio é feito em uma canoa de bambu que leva 4 pessoas, mais o guia carregando um lampião e o barqueiro. O passeio leva uma hora e meia, mais ou menos. As cavernas são lindas,  a maioria é bem preparada para receber turistas de todas as idades e contam com uma boa estrutura de escadas pra chegar nos pontos mais altos. Porém, se você tem medo de morcegos, é melhor desistir, pois eles serão seus principais companheiros de aventura!

thai_pai

Sukhothai é considerada um Patrimônio Mundial da UNESCO, devido aos monumentos que ilustram o início da arquitetura tailandesa. A civilização que envolveu o Reino de Sukhothai absorveu as influências e antigas tradições locais, formando este estilo de construção tão valorizado por arqueólogos, historiadores e outros especialistas.

thai

O local é um parque de 45 km² com ruínas preservadíssimas e impressionantes de templos e esculturas de budas imersos em muito verde e emolduradas por lagos. Apesar de grande, é possível conhecê-lo em um dia e, embora seja possível utilizar os trenzinhos que são disponibilizados dentro do parque, vale alugar uma bicicleta para passear com mais autonomia e liberdade.

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Cidade de réplicas na China

Que a China é famosa por suas cópias dos mais diversos produtos, todos nós já sabemos. Mas esta outra categoria de réplica praticada pelos chineses é bem mais surpreendente. Trata-se de cópias fiéis de cidades inteiras do mundo, em tamanho real!

Cidades britânicas copiadas, com arquitetura bem reproduzida e até com direito às famosas cabines telefônicas vermelhas, Paris fielmente reproduzida, com Torre Eiffel e Arco do Triunfo incluídos, a Ópera de Sydney ou até o Capitólio Americano. O mais curioso é que algumas dessas cidades, como é o caso de “Paris”, têm tão poucos habitantes que se tornam cidades-fantasma, onde apenas vão os curiosos ou aqueles que não têm dinheiro para ir até a Paris real e querem uma foto junto da Torre.

Nem os próprios chineses entendem essa opção tomada pelo país, que tem muito de bizarra. Veja abaixo fotos das réplicas impressionantes de algumas cidades do mundo:

RéplicaBritishTown1

RéplicaCasaBranca

RéplicaParis

RéplicaParis4

RéplicaVeneza

 

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Um parque de diversões para quem ama vinho

1464804949123

Fãs de vinho vão ficar animados com esta novidade: foi inaugurada, no ano passado, uma espécie de parque de diversões sobre o tema. A empreitada fica na região de Bordeaux, na França, segunda maior produtora da bebida no mundo, e foi batizada de La Cité Du Vin (A Cidade do Vinho, em português).

O espaço, com design inspirado em garrafas e decanters de vinho, abrange cerca de 13 mil metros quadrados em dez andares e tem 20 diferentes áreas temáticas. Elas abordam imagens, influências das civilizações e regiões através dos séculos, além de história, geografia, geologia, enologia e arte.

1464804949077

nos-na-trip-parque-do-vinho5

O parque possui também um auditório para 250 pessoas, onde devem acontecer aulas e workshops, e uma espécie de navio que simula uma viagem por vinhedos ao redor do mundo. As exposições temáticas trazem, ainda, uma série de globos interativos que apresentam a economia global do vinho, a metamorfose da bebida ao longo do tempo e o papel dos cinco sentidos para o aproveitamento de tintos, brancos e espumantes.

1464804949025

nos-na-trip-parque-do-vinho4

E depois desta verdadeira imersão no mundo dos vinhos, não poderia deixar de haver uma loja para os visitantes levarem para casa sua própria garrafa. Neste caso, estão disponíveis para compra 800 rótulos de regiões produtoras de todo o mundo, sendo 200 franceses.

A expectativa é que a Cidade do Vinho receba 450 mil visitantes por ano, sendo 40% de turistas de fora da França. Os ingressos individuais para a experiência custam 20 euros. Para mais informações, acesse www.laciteduvin.com 

u1ifzgkx

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O extravagante Dorsia Hotel

Este hotel na Suíça quer enganar seus hóspedes. O objetivo do Dorsia Hotel, em Gotemburgo, ao que tudo indica, é fazer com que as pessoas pensem que estão no século errado, na casa de uma senhora muito excêntrica. A decoração é uma mistura selvagem de tons de rosa e roxo, com elementos marcantes, que vão desde cabeceiras de veludo até mosaicos de azulejo, que ocupam todas as paredes dos banheiros. Porções generosas de estampas de flores e artes da época vitoriana aumentam a sensação de glamour decadente.

11667787

Aqui, cachecóis de pele falsa pretos e vermelhos são usados como roupa de cama; as mesas têm o formato da parte inferior dos avestruzes; e chapéus também servem como abajures. A extravagância acontece até nos elevadores, onde a trilha sonora é escolhida de acordo com os passageiros.

dorsia-hotel-style-architecture-classic-interior-design-style-sweden-pink-purple

Dorsia_Lola_Akerstrom1

No restaurante, o menu é dar água na boca, para dizer o mínimo. Os funcionários foram escolhidos a dedo para garantir o mais alto padrão e a comida certamente faz jus às expectativas dos hóspedes ávidos por sabores marcantes. Há também uma extensa adega de vinhos e cada bebida é cuidadosamente selecionada pelo sommelier. Já o gim é a especialidade da casa.

dorsia-hotel-restaurant

Com uma localização central para explorar a cidade, os hóspedes estão perto de todas as atrações de Gotemburgo. Recomendamos também passeios de barco ao longo da costa próxima deslumbrante.

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Projeto italiano no novo aquário de NY

arquitetura-piero-lissoni-aquario-novayork_05

Nova York é repleta de atrações para os mais diversos públicos, e vai ganhar mais uma em breve: um novo aquário, que antes mesmo de ser construído, já dá o que falar. Para começar, o projeto para a construção da atração é resultado de um concurso entre escritórios de arquitetura dos mais renomados.

arquitetura-piero-lissoni-aquario-novayork_02

Foram 178 projetos inscritos, de 40 nacionalidades diferentes. Só por aí, já dá para ter uma ideia da diversidade e da criatividade que os julgadores tiveram que enfrentar para escolher o grande ganhador. E o projeto que levou o concurso doi o NYC Aquatrium, criação do famoso arquiteto italiano Piero Lissoni.

arquitetura-piero-lissoni-aquario-novayork_04

O ponto alto da obra é a surpreendente interação com as águas do East River, nos arredores do Queens. Ao lado dos arquitetos Miguel Casal Ribeiro, Mattia Susani e Joao Silva, Lissoni desenhou um sistema dinâmico, que permitirá aos visitantes experimentar a frente ribeirinha de diversas formas. Submerso em partes e cercado por películas resistentes de vidro, o espaço terá uma vista completa para o rio, oferecendo uma sensação de mergulho diante da fauna local.

arquitetura-piero-lissoni-aquario-novayork_03

A parte externa concentra uma espécie de calçadão, cercado de água, que se projeta para o rio como uma piscina infinita. Ao centro deste espaço haverá áreas expositivas de biomas do mundo inteiro. À noite, uma espécie de concha fecha todo o espaço para criar um planetário cheio de projeções.

arquitetura-piero-lissoni-aquario-novayork_01

Alguém duvida que a atração será um sucesso?

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A maior piscina infinita do mundo

marinabay

Nadar ou relaxar tendo uma vista maravilhosa para a cidade é a proposta da piscina a 200 metros de altitude do hotel Marina Bay Sands, em Cingapura. O deslumbrante terraço só poderia ficar em um enorme hotel com 2.561 quartos, um museu, cassino, restaurantes, bares e ainda um shopping.

marina8

A piscina nas alturas, no 57º andar, chamado SkyPark, tem quase 150 metros de comprimento e foi feita com 200 mil  toneladas de aço para controlar a pressão da água. Essa “pequena” obra, segundo o hotel, é a mais alta e maior piscina infinita do mundo, e pega boa parte do orçamento de US$ 5,7 bilhões da construção.

marina6

Fonte: Hypeness

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Sem fotos

Mais uma pesquisa realizada para analisar os efeitos da vida após as redes sociais concluiu que as pessoas ficam mais deprimidas quando visualizam uma fotografia de alguém curtindo as férias em algum lugar muito bonito. “É cientificamente provado que fotos de férias em lugares muito lindos em mídias sociais tornam o espectador infeliz porque eles não estão lá”, explicou o representante de um vilarejo na Suíça. A comunidade de Bergün/ Bravuogn determinou, a partir de uma votação com todos seus habitantes, a proibição de fotos do local por turistas a partir do último mês de maio. Uma placa foi instalada com o aviso escrito na língua local, avisando da pequena multa de cinco euros para quem desobedecer a ordem. A multa não tem como objetivo penalizar o infrator, mas apenas servir de incentivo para que a lei seja levada a sério.

_MG_3977

“Bergün/ Bravuogn é linda!”, acrescentou o prefeito local, Peter Nicolay, que finalizou toda a história da melhor maneira: “Nós não queremos deixar as pessoas de fora de nossa comunidade infelizes por compartilhamentos feitos nas redes socias com a nossa paisagem, e cordialmente te convidamos a visitar o local para viver essa experiência”. De fato, basta olhar as imagens que foram registradas até antes da implantação da ordem para se dar conta de que o local é realmente muito bonito, rodeado de montanhas. Ainda assim, há quem diga que a proibição das fotos no lugar não passe de uma mera estratégia de marketing para atrair ainda mais turistas ao local. Considerando que a partir de agora eles não poderão mais tirar fotos, apenas registrar com os olhos, essa será uma atração do tipo “à perder de vista”, ou “veja agora ou nunca mais…”.

vilarejo

O gabinete de turismo local removeu as fotos do vilarejo de sua página no Facebook e da conta do Twitter e disse que tem intenções de remover as imagens do site oficial de Bergün. Como já é de esperar, a ação gerou reações misturadas nas mídias sociais. Alguns consideram uma péssima ação de marketing, enquanto outros sonhadores consideraram a estratégia uma excelente ideia que mostrou “coragem e um ótimo senso de humor”. Alguns chegaram a comparar o banimento com a Coreia do Norte… E você, o que achou?

Fonte: Petiscos

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone