Google+
 

Esta ilha europeia quer mais turistas e até moradores

Sabe aquele desejo de fugir para uma ilha pequena e isolada para começar uma vida nova? Se você tem essa vontade, talvez seja a hora de considerar uma mudança para a pequena ilha Stronsay, na Escócia, que tem uma população de apenas 370 habitantes e está com uma campanha para atrair visitantes – e futuros moradores. As informações são do “The Guardian”.

azfqs573qvnzl06mrbtzosu2e

A ilha chama atenção por causa da onda anti-turismo que marcou a Europa em 2017, quando muitos destinos, incluindo Veneza, Barcelona e a ilha escocesa de Skye se queixaram do turismo excessivo. Com as campanhas “Visit Orkney” and “Visit Scotland”, Stronsay, conhecida por belas falésias, cavernas do mar e praias de areia branca, está se divulgando como um mundo longe do estilo de vida da cidade grande, onde os moradores “mantêm uma comunidade com uma vida social e cultural rica sustentada por um senso de lugar, liberdade e auto-suficiência com o qual muitos habitantes da cidade, frustrados com o ritmo frenético da vida moderna, só podem sonhar”.

Com a campanha, Stronsay espera poder duplicar o número de turistas nos próximos três a cinco anos. Atualmente, o local atrai 600 visitantes por ano, que chegam de barco ou avião, saindo da cidade de Kirkwall. Entre as atrações estão o arco natural de rochas e as falésias de Odin Bay.

27fr4zeozplfvstgizlv6o6px

Dianne Riley-Moore, membro do grupo da comunidade criador da campanha, saiu de Londres há sete anos para viver em Stronsay, onde abriu um centro de artesanato. “Esperamos que, ao aumentar o turismo, possamos criar empregos adicionais que trarão mais moradores, sejam aposentados ou famílias jovens”, diz ela.

“Temos uma escola pequena, brilhantemente equipada e dotada de recursos, um sistema de saúde fantástico e um ambiente seguro e sem crime”, afirma ainda Dianne, que diz que a ilha é um lugar verdadeiramente único para viver. “A comunidade é ativa e amigável, mas todos têm a liberdade de serem tão envolvidos ou tão solitários quanto desejam”.

Fonte: Ig

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O rio mais bonito do mundo

Perto da região de Metal, na Colômbia, a cerca de 900 quilômetros da capital Bogotá, fica o Caño Cristales, considerado o rio mais bonito do mundo – também chamado de rio arco-íris.

rio-mais-bonito-do-mundo-colômbia-01

O apelido não é por acaso, já que o rio Caño Cristales realmente apresenta diversas colorações de acordo com a época do ano, parecendo um arco-íris que serpenteia entre a vegetação e as pedras da região. Uma vista de tirar o fôlego.

rio-mais-bonito-do-mundo-colômbia-03

O fenômeno acontece principalmente entre os meses de junho e novembro, quando a quantidade de água no leito do rio está na quantidade certa para reagir sob a luz do sol e a presença da alga conhecida como macarenia clavigera, a grande responsável pelas cores do rio, chega ao seu ápice.

Mario Carvajal

Os tons da água variam ao longo do curso do rio entre amarelo, vermelho, azul e verde, deixando a paisagem com cara de fantasia. Milhares de pessoas vão conhecer o Caño Cristales todo ano, sempre em busca de imagens deslumbrantes. E o rio mais bonito do mundo não decepciona!

Mario Carvajal

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Nova área dedicada a Toy Story em Orlando

Orlando, nos Estados Unidos, já é um destino clássico para quem busca diversão. Por lá, os turistas encontram diversos parques temáticos de tirar o fôlego. Dentre as inúmeras opções, um dos mais populares é o Disney’s Hollywood Studios , e a novidade é que terá uma área dedicada ao filme Toy Story.

5bxxzdgr70tch5x31shquubpk

As obras estão a todo vapor, já que a Toy Story Land tem previsão de ser inaugurada no dia 30 de junho deste ano. O parque receberá novas atrações, um restaurante, lojas, e os visitantes terão a oportunidade de tirar fotos com os personagens principais do filme. Já imaginou você ao lado do Woody, Buzz Lightyear e Jessie?

As novas atrações temáticas serão voltadas para a família, ou seja, todos podem se divertir, desde crianças pequenas a idosos. A montanha-russa Slinky Dog Dash, por exemplo, tem como inspiração o cachorro de molas Slinky e será uma atração um pouco mais radical, mas mesmo assim é indicada para todas as idades. Já a Alien Swirling Saucers será uma espécie de “xícara maluca”, na qual você irá rodopiar junto com os Aliens do filme.

54kdwlqy0j9mokw5fvqruu14l

Com essas novas atrações, a procura pelo parque tende a aumentar. Por isso, uma dica é buscar hospedagens em um dos resorts do Complexo Disney, assim você ganha o benefício de agendamento do Fast Pass antecipado, em que você pode marcar sua entrada sem fila com 60 dias de antecedência.A ideia de ter uma área dedicada ao Toy Story é repaginar o Hollywood Studios para que ele volte a ser um dos parques mais visitados do Walt Disney World . E vêm mais novidades por aí: será inaugurada em 2019, no mesmo parque, outra área temática, a Star Wars Galaxy’s Edge, toda dedicada a esse outro grande sucesso do cinema.

Fonte: Ig

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Experiências de luxo

Hospedar-se em um hotel estrelado, na maioria das vezes, já é algo muito agradável – ou até inesquecível. Mas, em se tratando da competitiva hotelaria de luxo, o desafio, cada vez mais, é ir além das expectativas. Para seduzir seus hóspedes, as redes têm investido em programas elaborados para quem deseja se aprofundar na cultura local e vivenciar os destinos de forma intensa – às vezes, com muita emoção. Veja algumas das estratégias:

1_ViagensExperiencias_abre_div-800x530

- A experiência proposta pela rede hoteleira Four Seasons é uma road trip a bordo de um carro vintage pelas regiões da Toscana e da Riviera Francesa. O ponto de partida fica à escolha do hóspede: o Four Seasons de Milão, de Florença ou de Cap-Ferrat, na França. É possível customizar o roteiro, passando pelas três propriedades ou apenas duas delas (em trajetos de algumas centenas de quilômetros). Não só a rota, mas o veículo também pode ser escolhido – entre um Giulietta Spider 1960, um Mercedes-Benz 190 SP Cabrio ou um Porsche 356A Speedster. Após a escolha da rota e do carro, um concierge personaliza as paradas durante a viagem conforme as preferências do piloto (priorizando gastronomia, artes etc.). Para maior conforto e segurança, um carro de apoio vai seguir o viajante por todo o percurso. Em cada parada nos hotéis, um chef oferece uma cesta de piquenique (para quando bater a fome no meio da estrada).

2_ViagensExperiencias_div-800x530

- O hotel Shangri-La de Doha, no Catar, tem 272 suítes, mas apenas quem se hospeda nas 38 “signature suites” terão à sua disposição, durante a estadia, um belo carro. As opções são muitas: os hóspedes das suítes executivas podem optar por Audi A8, Mini Cooper ou Lexus LX 570 S; na categoria deluxe, Porsche Cayenne, Maserati Gran Turismo e Range Rover; na Shangri-La Suite (a mais exclusiva de todas), o mimo pode ser uma Ferrari California, um Lamborghini Huracán ou os Mercedes GLE 63 e GTS.

7_ViagensExperiencias_iStock-800x530

- No havaiano Hualalai, da rede Four Seasons, a jornada parte da pista de golfe do resort, onde os aventureiros, a bordo de um helicóptero, seguem pelas montanhas Kohala, onde avistam vales e praias de areia preta. A primeira parada é o piquenique ao lado de uma cascata. Depois, escalada até Kamokuna, ponto entre formações rochosas onde mais de 3,7 milhões de litros de lava escorrem para o oceano a cada hora. Um especialista em vulcões se junta ao grupo para sobrevoar o Kilauea, um dos mais jovens e ativos do mundo, em erupção contínua desde 1983. De volta ao solo, um carro leva os viajantes ao Four Seasons Rainforest Cottage Hideaway, onde serão recebidos com um show de música havaiana e dança ula-ula; na sequência, o jantar. Para fechar a noite, visita à cratera vulcânica Kilauea Caldera para ver a lava incandescente em um cenário noturno. Na manhã seguinte, outro voo sobre as plantações de café Kona (entre dezembro e maio, baleias-jubarte também podem ser vistas). Na volta, última parada em uma praia exclusiva.

3_ViagensExperiencias_div-800x530

- Nada mais justo do que passar um dia de rei enquanto estiver hospedado no palácio onde viveu Roland Bonaparte, sobrinho de Napoleão. Ao comprá-lo, em 2006, o grupo asiático Shangri-La restaurou e transformou a propriedade parisiense em um hotel com 101 suítes, preservando a arquitetura e elementos da época. O dia de rei ou rainha começa no Heliporto de Paris -Issy-les-Moulineaux (JPD), localizado a 15 minutos (de carro) do hotel, onde os convidados são levados para um castelo do século 17 na região da Mancha. Lá são recepcionados por “um conde e uma condessa” para um almoço. No retorno a Paris, uma parada em Deauville, cidade à beira-mar convidativa a um passeio pelas calçadas largas e pelos cassinos. De volta aos ares, o helicóptero sobrevoa a região de Versalhes e seus famosos jardins.

8_ViagensExperiencias_div-1-800x530

- O hotel Riyadh, no arranha-céu Kingdom Centre (Riad, Arábia Saudita), também reserva experiências surpreendentes aos visitantes. Os participantes entram no deserto a bordo de um Cadillac Escalade rumo a Adi Diriyah, onde a família real saudita vivia – hoje Patrimônio Cultural da Unesco. Após admirar a arquitetura original do século 15 e passear pelo mercado central de Al Bujairy, uma visita à atração principal: a falésia popularmente chamada de Edge of the World (o nome original é Jebel Fihrayn), onde o guia explica as formações geológicas da “borda do mundo”. Na beira das montanhas, um almoço saudita e, na sequência, voo de asa-delta. A programação termina com a observação do pôr do sol.

9_ViagensExperiencias_iStock-800x530

- As propriedades Amanwella e Amangalla, ambas do grupo Aman no Sri Lanka, lançaram seus “pacotes de experiências” entre novembro e abril. Os hóspedes viajam em catamarãs para a costa sul do país para observar as baleias das espécies cachalote e azul e os simpáticos golfinhos-rotadores. Os grupos, de no máximo seis pessoas, são acompanhados por chef, capitão e mordomo. No roteiro, paradas em praias particulares, mergulho de snorkel, almoço e, no fim da tarde, petiscos e champanhe para brindar o fim da aventura.

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Ilha dos unicórnios nas Filipinas

hoya1

A cada ano que passa, fica cada vez mais difícil escapar da febre dos unicórnios, seja no âmbito de artigos infantis, da moda, da maquiagem e, às vezes, até da culinária. Porém, enquanto você pode até pensar que as pessoas não podem mais inventar nada quando o assunto é essa criatura mística, elas estão por aí criando coisas como uma “ilha” inspirada nela.

Cheio de tobogãs, pula-pulas e outros artefatos inspirados em arco-íris e, é claro, unicórnios, o local fica na praia de Subic Bay, nas Filipinas , e funciona como uma espécie de parque com brinquedos infláveis que propõem desafios para adultos e crianças. A “ilha” faz parte do complexo da “Inflatable Island” (em português, “ilha inflável”), conhecido por ser o maior parque aquático flutuante da Ásia.

hoya2

A área dos seres mitológicos é a mais nova adição do complexo dos brinquedos infláveis, e chega durante o verão do país, que acontece entre março e maio. Ao todo, a área tem mais de quatro mil metros quadrados de atrações infláveis sob a água do mar.

A “ilha” flutuante fica próxima à areia da praia, a 130 km ao oeste de Manila, e, sendo assim o parque também conta com uma área cheia de pufes em terra para que os visitantes relaxem sob guarda-sóis coloridos e aproveitem drinques rosas. Além disso, há também um telão inflável em que são exibidos filmes.

hoya3

Para aproveitar as atrações do parque, os preços variam entre o equivalente a cerca de R$ 43 (uma hora no parque) a R$ 57 (válido para um dia inteiro). Também é possível comemorar aniversários, com valores variam de acordo com o pacote de bebidas escolhido.

Para aproveitar as atrações inspiradas em unicórnios, é necessário ter ao menos um metro de altura, chegar com 30 minutos de antecedência para receber instruções de segurança e usar as roupas térmicas recomendadas pelo local.

a3i2n3133l7pxu66d6g9thcad

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Le Meurice, restaurante de Alain Ducasse, é inspirado em Versalhes

Restaurant-le-Meurice-Alain-Ducasse-Salle-9976-OK-Pierre-Monetta-2-2-800x530

Só o ambiente do restaurante Alain Ducasse, duas estrelas Michelin, no interior do Hotel Le Meurice, em Paris, já surpreende. O arquiteto Philippe Stark, nome por trás do projeto, inspirou-se no Salão de La Paix, do Palácio de Versalhes, e incorporou lustres de cristais, espelhos antigos, bronze, detalhes de mármore e pinturas antigas ao ambiente. Para completar, amplas janelas dão vista para o Jardim de Tuileries, que, no verão, torna-se ainda mais colorido e atraente.

2le-meurice-3-1-800x530

A cozinha também é especial. O famoso chef e empreendedor busca resgatar a essência dos alimentos, de forma que sua gastronomia valorize e realce o sabor natural dos ingredientes, respeitando a sazonalidade e uma cadeia de produção consciente. O conceito do local foi reformulado em 2013, quando Alain Ducasse se juntou ao chef executivo do restaurante, Jocelyn Herland, e propôs a nova “filosofia”.

2restaurant-le-meurice-alain-ducasse-homard-6498-©-pierre-monetta-e1446117830172-1450x650-800x530

A cada estação do ano, o restaurante propõe, além do menu convencional, o “Collection Menu”, uma sequência de entrada, três pratos principais e queijos ou sobremesa – na França é um hábito comum apreciar variedades de queijos no lugar de algo doce, ao preço de € 380. Para a primavera 2018, um dos pratos do menu é composto por lagostins crispy, erva-doce e limão. O local está aberto para café da manhã, almoço e jantar. É recomendado o uso de paletó para os homens.

88-restaurant-le-meurice-alain-ducasse-paris-france-tie-800x530

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Chernobyl recebe um novo hostel

É na chamada zona de exclusão, área mais afetada pelo acidente da Usina Nuclear de Chernobyl, a apenas 14 km de distância de onde ocorreu o desastre, que acaba de ser inaugurado o Chernobyl Hostel Polissya, um albergue criado pela Agência do Estado da Zona de Exclusão, para oferecer uma melhor experiência aos turistas que visitam a região.

foto_05_0

Aberta desde 2011 para visitação – embora os níveis de radioatividade não sejam recomendáveis para grávidas ou crianças, por exemplo, a zona de exclusão se tornou um importante ponto turístico para a Ucrânia e atrai interessados não só na história do desastre, mas também nos resquícios da União Soviética que permanecem no local.

foto_02_0

O novo hostel tem diárias por cerca de US$7,60 e capacidade para abrigar 100 hóspedes em acomodações simples, mas que fornecem tudo que é necessário para uma estadia curta e confortável, incluindo quartos com TV de plasma, banheiro, chuveiro e móveis modernos, além WiFi gratuito.

foto_01_0

Por mais surpreendente que pareça, este albergue não é a única acomodação disponível na zona de Chernobyl, embora aparente ser uma das mais próximas ao desastre. A região já possuí uma série de edifícios antigos que resistiram ao ocorrido e, como este, foram reformados para oferecer quartos aceitáveis para os visitantes.

cidade_3

Foi no dia 26 de abril de 1986, há pouco mais de 32 anos, que o reator nuclear número 4 da usina de Chernobyl explodiu, contaminando com radiação até três quartos do território europeu e tornando parte do que hoje é a Ucrânia praticamente inabitável. Atualmente o reator foi isolado, mas a área de 30 km² que cerca a usina permanece quase que totalmente despovoada.

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Lounge de uísque no Reino Unido

A renomada destilaria de uísque de Speyside, a Macallan, inaugurou seu primeiro lounge no Reino Unido, localizado no Four Degree, restaurante que une as culinárias europeia e japonesa no bairro de Vauxhall. Posicionado em um mezanino do restaurante – com elegante vidro fosco nas janelas para garantir a privacidade -, o local é abastecido com alguns uísques verdadeiramente raros.

O lounge não serve apenas Macallan. Uísques de Suntory, Tomintoul, Kinahan, Bruichladdich, Old Pulteney, Angus Dundee, Glenfiddich, Glenfarclas, Glencadam, Samaroli e Highland Park também estão disponíveis.

macallan-lounge-reino-unido-2

“Nós estamos animados em trabalhar com o Four Degree para criar um Macallan Whisky Lounge customizado, onde os hóspedes podem aproveitar um conjunto excepcional de uísques Macallan, além de coquetéis especialmente selecionados e degustações”, diz Chris Anderson, diretor de marcas da Macallan. “A excelente cozinha e a ambientação artística do Four Degree farão dele um destino ideal para aqueles que querem saborear alguns dos uísques mais sofisticados do mundo.”

A declaração é reforçada pelo fato de que o lounge ostenta a maior coleção de Macallan 40 anos oficial de Londres – o que não é de se desprezar. A criação do espaço segue a abertura do lounge da Macallan em Macau, no Galaxy Hotel.

O fato de outros uísques – além do Macallan e daqueles de propriedade de sua holding, o The Edrington Group – também estarem disponíveis no lounge mostra que as marcas de uísque querem entrar nesse mercado de luxo de crescimento rápido.

Como os preços das garrafas continuam a crescer e as destilarias lançam uísques cada vez mais sofisticados, faz sentido que esses espaços onde uísques tão caros podem ser consumidos também estejam se proliferando. Fazer isso em um restaurante da moda em Vauxhall não é nada mal, especialmente considerando sua linda vista para o rio Tâmisa e as bençãos de monges budistas.

Além dos sofisticados uísques, o restaurante Four Degree tem muito mais para oferecer. O bar serve drinques clássicos com um toque japonês, e os coquetéis feitos de uísque são especialidade da casa. O menu inspirado no Japão desenhado pelo celebrado chef Kyoichi Kai ostenta um sushi bar de produtos sazonais e um prato de filé de Wagyu com chips de alho. Com um mix de primeira de sushi, coquetéis e uísque, não há como errar.

Fonte: Forbes

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Fregate Private Island: Um paraíso particular

Localizado em uma ilha particular de 2,19 quilômetros quadrados, em meio ao Oceano Índico, o Fregate Private Island é uma joia de conforto e exclusividade nas Ilhas Seychelles. Parte do grupo Oetker, o empreendimento conta com apenas 16 bangalôs de 400 m² a 700 m² encravados nas rochas, de frente para o mar.

fregate-island

Naturalmente isolados pela geografia da ilha, todos contam com terraço e piscina de borda infinita privativos, além de banheira de hidromassagem. A estadia mínima de sete dias sai a partir de 4.050 euros por diária.

fregate-island-1

No total, a propriedade oferece sete praias de águas azul-turquesa e quentes, sendo que os hóspedes (se não reservarem a ilha toda para seu grupo) podem requisitar exclusividade de uma das praias por um período previamente programado. Durante a estadia é possível praticar diferentes atividades aquáticas, tais como vela, windsurfe, caiaque, snorkeling, mergulho ou pesca em alto-mar.

velaa-private-island-resort-138232-xl

O restaurante da ilha é reconhecido internacionalmente e tem nada mais nada menos que seis estrelas Michelin. O jantar ainda conta com uma exuberante vista para o Oceano Índico. A ilha possui doislounges - sendo um casual e outro mais formal, para a noite. Ambos mesclam uma decoração tradicional com design contemporâneo exuberante.

E você, levaria quem para essa ilha deserta?

banyan-tree-seychelles-hotel-730x365

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Nova York sem custo

O dólar segue em alta e bancar uma viagem internacional mais diversos passeios no destino pode não caber no orçamento. Nova York, por exemplo, é um local muito procurado por brasileiros e conta com atrações como as peças na Broadway, museus e muitas atrações. Mas também é possível conhecer pontos turísticos e viver a história da cidade sem gastar um dólar sequer. o portal iG Turismo separou quatro lugares para conhecer em Nova York sem precisar colocar a mão no bolso.

E antes de partir para a lista, uma observação. Sim, caminhada pela Times Square e um piquenique no Central Park também são sugestões gratuitas e que precisam fazer parte do roteiro de viagem, mas dá para ir bem além disso. Veja as dicas:

1. Passeios a pé guiados – Existem diversos passeios gratuitos pela cidade. Faça uma busca no site Vimbly e por lá você vai achar opções para conhecer bairros da cidade como Soho , Little Italy e Chinatown, ou então tours temáticos, como os gastronômicos ou por algum lugar específico, como a Grand Central Station. Ao final do tour, o guia pede para as pessoas deixarem a quantia que quiserem, mas isso é opcional.

6eqf9qozrrvzqkndcw4dlrlb5

2. Tour por cervejarias – Que tal ver de perto como cervejas são feitas e até beber sem pagar? A Chelsea Brewing Company é uma microcervejaria que além de ter um tour grátis, oferece um copo por conta da casa! A famosa Brooklyn Brewery também tem tour gratuitos aos finais de semana.

3. Gospel no Harlem – Não é uma atividade turística e, sim, um culto religioso, então respeite as regras das igrejas no bairro do Harlem e participe dessa linda imersão cultural! Os famosos corais atraem turistas de todos os cantos. Independente de sua crença, vale a experiência.

f4hgqhyzn6cpf8v69k0movmq8

4. Museus – Alguns museus têm dias com a entrada gratuita em suas programações. O Moma (The Museum of Modern Art) é grátis às sextas-feiras, das 16h às 20h, por exemplo. Além disso, o que poucas pessoas sabem é que o MET (The Metropolitan Museum of Art) e American Museum of Natural History, cenário dos filmes “Uma Noite no Museu” gravados em Nova York, tem um valor de entrada que é apenas sugerido, você pode entrar sem pagar nada ou o quanto quiser.

7iee3k9gm5hmcpfrbpn2kfucp

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone