Google+
 

Category Archives: Turismo

Luxo à beira do mar em Moçambique

familia_05

Nas ilhas Benguerra, que compõem o arquipélago Bazaruto, em Moçambique, um dos poucos espaços habitados oferece uma hospedagem tranquila, com direito a pé na areia e vista para o oceano de águas cristalinas. Ali está situado o Benguerra Lodge, hotel que dispõe de 10 cabanas rústicas – todas recém-reformadas pelo escritório de arquitetura londrino Michaelis Boyd Associates.

familia_03

Elementos típicos da região, como telhados de palha, estrutura de madeira e paredes de junco, permeiam a arquitetura dos 15 quartos existentes, finamente decorados pela designer de interiores Marguerite Louw, que misturou elementos africanos com design colonial português.

dhow_bar_0

As cabanas são interligadas por decks de madeira que, através de um sinuoso caminho arborizado, conduzem até às piscinas de borda infinita em frente ao mar. O escritório de arquitetura também adicionou espaços de lazer na área externa dos quartos, com chuveiros e camas suspensas, protegidas do sol.

benguerra2_061_cabana

Mais escondido na mata está o amplo edifício principal, de madeira e palha, que concentra recepção, restaurante e uma loja. O bar, por sua vez, fica em um lugar curioso: na areia, abrigado por um antigo barco trazido do mar por um ciclone há anos, que foi cuidadosamente restaurado para fornecer bons drinks ao anoitecer.

benguerra2_020_casinha

Fonte: Casa Vogue

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Anguilla eleita a melhor ilha do Caribe

Todo o Caribe é paradisíaco, então imagina o quão difícil deve ser escolher uma das ilhas do local como a melhor de todas. Uma popular revista americana de turismo fez esse levantamento com os viajantes de plantão e Anguilla (ATB) acabou sendo a premiada na categoria “Melhor Ilha no Caribe, Bermuda & Bahamas” no Travel + Leisure World´s Best Awards 2017.

Cap-Juluca-Anguilla

Fora isso, duas propriedades de Anguilla estão no “Top 25 Resort Hotels no Caribe, Bermuda e Bahamas”. Se você quer mais motivos para visitar o local, saiba que o destino é ideal para quem busca tranquilidade e anonimato, tanto que a ilha recebe muitas celebridades. Já passaram por lá, por exemplo, famosos como Justin Bieber, Gisele Bundchen, Shia Lebouf, Robert De Niro, Paris Hilton, Beyoncé & Jay Z e Leonardo di Caprio.

A melhor maneira de chegar ao local é seguir de avião até  St. Maarten. Vale ressaltar que você deve desembarcar no lado holandês da ilha, em St. Maarten, onde fica o aeroporto internacional, pois o lado francês da ilha tem um nome parecido, St. Martin, mas não tem um aeroporto de grande porte. Depois, deve pegar um barquinho até o destino caribenho. Esse trajeto demora cerca de 20 minutos. Os voos saem das principais capitais do Brasil com rotas via Panamá ou Miami.

Shoal Bay East

As opções de hospedagem são bem variadas, contando com os luxuosos hotéis cinco estrelas e hotéis boutique e hospedagens mais simples, como uma rede de pousadas que são pequenas, mas têm bom preço e ficam de frente para a praia.

Caso busque agito, é melhor escolher outro destino, já que a ilha exala tranquilidade. Os turistas mais aventureiros vão adorar as opções de esportes aquáticos, como kitesurf, windsurfe, caiaque, stand-up paddle, mergulho e snorkel, inclusive há um parque com essa temática por lá. Para repor as energias, você pode se deliciar com a boa gastronomia do local, recheada de frutos do mar. Ah, e não deixe de experimentar um drinque quando estiver curtindo a praia.

4go40h8uzh6hh0lhxxer5wilw

Outro ponto positivo é que o clima em Anguilla é sempre bom, ficando na média de 28 a 32 graus durante o ano todo. A água também possui temperatura agradável, tanto que dá nadar até de noite sem ficar com frio. A baixa temporada acontece entre maio e agosto, é justamente nesse período que os brasileiros podem encontrar preços mais atrativos.

Fonte: Ig

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Para sonhar com os melhores resorts do mundo

A publicação especializada em turismo Condé Nast Traveler divulgou recentemente sua tradicional lista dos 50 melhores resorts do mundo, com os eleitos de 2017. A seleção é resultado de uma votação feita com os leitores no famoso Readers’ Choice Awards. Confira os 10 primeiros colocados.

1- Naladhu Private Island Maldives – Atol de Malé do Sul, Maldivas

melhores-resorts-do-mundo-01

2- Sanctuary Olonana - Masai Mara, Quênia

melhores-resorts-do-mundo-02

3- Bahia Vik José Ignacio & Playa Vik - José Ignacio, Uruguai

melhores-resorts-do-mundo-03

4- Niyama Private Islands - Atoll Dhaalu, Maldivas

melhores-resorts-do-mundo-04

5- Jumby Bay Island - Antígua

melhores-resorts-do-mundo-05

6- andBeyond Matetsi River Lodge - Matetsi Private Game Reserve, Zimbábue

melhores-resorts-do-mundo-06

7- The Lodge & Spa at Brush Creek Ranch – Saratoga, Wyoming (EUA)

melhores-resorts-do-mundo-07

8- L’Horizon Resort & Spa – Palm Springs, Califórnia (EUA)

melhores-resorts-do-mundo-08

9- Anantara Hua Hin Resort – Tailândia

melhores-resorts-do-mundo-09

 

10- Cuixmala - Costalegre, México

melhores-resorts-do-mundo-10

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Natal em Nova York

Passar o Natal em Nova York é como estar em um típico filme de Hollywood. Muita, mas muita decoração tradicional, frio, neve, “Jingle Bells” nos alto-falantes e aquele espírito de alegria tipicamente americano. Mas fica a dúvida: o que fazer em Nova York no Natal?

Primeiro de tudo, um lembrete: em dezembro faz MUITO frio em Nova York. Quem não estiver acostumado a temperaturas variando entre -2 e 6° C – e que pode incluir neve – é bom caprichar no casacão, luvas, gorro, cachecol e tudo mais.

Especialmente em uma cidade como Nova York no Natal, onde grande parte da diversão é andar pelas ruas e admirar o quanto os moradores e o comércio se dedicam ao espírito natalino. Lojas, restaurantes, monumentos, parques, casas e até meios de transporte ganham decorações festivas com milhões de luzinhas. É o típico clima mágico que contagia crianças e adultos de todas as idades, origens ou crenças religiosas e toma conta de Nova York em dezembro.

Pista-Patinacao-Rockefeller-Center

No centro de toda a festa está o Rockefeller Center. Se durante todo o ano, ele já é um dos mais famosos e visitados pontos de Nova York, no Natal ele vira a atração principal. Graças, sobretudo, à gigante árvore de Natal montada em frente ao prédio – com seus mais de 25 metros de altura e iluminação de 30.000 luzes LED – e a pista de patinação no gelo, uma das mais populares da cidade.

Outra atração tipicamente natalina em Nova York é o espetáculo “Radio City Christmas Spectacular”, estrelado pelas Rockettes. Apresentado no emblemático Radio City Music Hall, o show reúne 140 artistas, entre músicos, atores e dançarinos, em uma tradição que remonta desde 1933. No palco, estão o Papai Noel, o Quebra-Nozes, a história da Natividade e tudo que se pode esperar do tema natalino.

Radio City and Red Holiday Ornament Balls

Mesmo aqueles que têm uma tendência para Grinch durante o Natal, não terão como não se encantar com as belas decorações espalhadas pela cidade. A começar pelas grandes lojas de departamento, que preparam-se o ano todo para enfeitar suas vitrines para o Natal, com investimentos milionários e resultados impecáveis.

Inspirados na tradição dos mercados de Natal na Europa, Nova York tem diversas opções bacanas das feiras de Natal em parques e locações famosas da cidade. São boas dicas para comprar lembrancinhas e presentes de última hora, além de provar delícias locais e curtir a decoração.

Bryant-Park-Holiday-Shops-Mercado-de-Natal-em-Nova-York

Claro que todo visitante que faz uma viagem para Nova York nessa época do ano adoraria ter uma refeição tipicamente natalina em um local pra lá de especial. Portanto, a palavra de ordem é: preparação. Se a Big Apple já é lotada durante todo e qualquer dia do ano, imagina na véspera ou no Dia de Natal. Assim, não deve-se pensar duas vezes e reservar seu restaurante preferido.

Fazer compras em Nova York, especialmente na época de Natal, pode significar duas coisas: encontrar bons descontos e pechinchas, e também enfrentar verdadeiras multidões. Se o último não for um problema, vale mesmo desbravar as grandes lojas de departamentos e outlets espalhados pela cidade, que capricham nas promoções, que começam na Black Friday de novembro/dezembro e estendem-se até depois do Natal.

Macys-loja-cheia-no-Natal-em-Nova-York

Fonte: Momondo

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Muita música no Sir Adam Hotel

A rede hoteleira Sir cria um personagem para cada hotel que lança. Amsterdam ganhou o Adam, provavelmente um produtor musical que decidiu fincar suas raízes na cidade. O Sir Adam Hotel personifica não somente um produtor musical, mas um produtor festeiro de alma, que faz questão de ficar cercado de objetos que não o deixam esquecer sua profissão.

adam-tower_adam-sir-hotel-1024x800

O hotel fica no norte da cidade, Amsterdaam Noord, um antigo estaleiro transformado num centro cultural. Para chegar lá, uma balsa gratuita sai dos fundos da Estação Central fazendo o trecho em apenas cinco minutos.

sir-adam-hotel_recepção2-1024x682

São 108 quartos distribuídos em oito andares no Adam Tower, construção modernista dos anos 1970, onde um dia funcionou a Shell. O prédio foi totalmente reformado se transformando em um grande centro criativo. Por lá se encontram um escritório da fabricante de guitarras Gibson e outras empresas ligadas ao universo da música, clube noturno, academia, restaurante, hamburgueria, bar e, para amantes da música, uma biblioteca com discos e livros.

cop-europa-2017-06535-1024x576

Não há uma recepção logo na entrada do hotel. Ao invés dela, há o The Butcher, um social club, funcionando 24/7, com área de trabalho, bar, restaurante, cercado por máquinas de fliperama e grandes sofás. Uma escada (ou elevador) leva para o mezanino, onde está a recepção aguardando os hóspedes com prosecco e sorrisos fazendo-os se sentir como um rock star. Quadros de ícones do rock, como David Bowie, decoram as paredes, tem toca-discos e uma prateleira cheia de vinil. Nas mesas revistas e livros descolados de moda, lifestyle e música.

sir-adam-hotel_quarto2-1024x682

Os quatro elevadores do hotel são ambientados cada um de um jeito diferente. Tem elevador com discoball, com projeção cheia de grafismos, com foto de alguém, escuro, claro, com música animada, com música mais ambiente…. é literalmente a sensação de a festa nunca termina por ali.

sir-adam-hotel_the-butcher-1024x682

O Sir Adam parece ter sido pensado para o público millennial e andar pelos seus corredores confirma isso. Apesar do clima festeiro, como o do The Butcher, os quartos são bem confortáveis e super silenciosos a não ser que você queira aproveitar a boa seleção de discos ligando a sua própria vitrola.

sir-adam-hotel_biblioteca-de-discos-1024x682

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Que tal visitar Paramaribo, no Suriname?

Eis um país e sua capital que quase nunca estão na lista de lugares para ser visitado, mas que merecem mais atenção. Tudo bem que é o menor país do América do Sul, com a maior parte de sua área territorial intocável (mais de 90% de sua área é floresta amazônica composta de mata virgem). Mas na ponta nordeste da América do Sul, um tanto isolada mas com ar cosmopolita, Paramaribo, capital do Suriname, tem uma rica arquitetura colonial e uma fascinante diversidade étnica.

Paramaribo1

A população de pouco mais de 250 mil habitantes é um mescla de indianos, indígenas, javaneses, africanos e descendentes de holandeses (que deixaram o idioma oficial após a colonização). E os traços de todas essas culturas estão espalhadas pela cidade.

Para quem pretende visitar apenas a capital Paramaribo, dois dias são suficientes. Se você pretende fazer os passeios que várias agências oferecem por lá (basicamente ecoturismo), precisará de mais tempo. Existem diferentes tipos de passeios, com duração de um a nove dias, e com valores a partir de 19 euros (city tour pela cidade) até passeio de nove dias que custava 950 euros (valores de março de 2016). Como a maior parte dos turistas que visitam a cidade são europeus (holandeses na grande maioria), muitos lugares cobram em euro.

Entre as atrações principais, estão o centro histórico, declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO – incluindo a bela Basílica de São Pedro e Paulo, uma das maiores construções de madeira do mundo – o Mercado Central, o forte Zeelandia, a sinagoga Neve Shalom e a Mesquita Keizerstraat.

Paramaribo-Suriname-Mesquita-Keizerstraat

O forte Zeelandia, por exemplo, é uma região que, no século XVII, foi dominada pelos britânicos e batizada como Fort Willoughby, em homenagem ao comandante inglês Lord Francis Willoughby. Reconquistado posteriormente por um holandês da província de Zeeland, passou a ser chamado de Fort Zeelandia. É uma área arborizada, com casas coloniais bem preservadas e um forte que deu o nome a essa “vila” e que abriga um museu.

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Igreja para se hospedar

Em 1987, Bill Monroe e Anne Monroe casaram-se na Igreja de St. Luke, em Northumberland, no norte da Inglaterra . Porém, apaixonados pelo local (que fica dentro de um parque nacional), o casal foi além da cerimônia e comprou a propriedade em 1998, transformando-a em uma casa.

79us4nlq70ma2dvqn17t6gd0a

A história de amor com a igreja começou muito antes do casamento. Além de ter oficializado a união com Bill na propriedade em questão, Anne afirma que foi batizada nela e repetiu a situação com os quatro filhos que o casal teve. Apesar de ter sido comprada pelo casal em 1998, a propriedade – cuja construção data de 1818 – só começou a ser restaurada em 2010. Isso porque a localização relativamente remota da igreja fez com que o número de frequentadores caísse cada vez mais, fazendo com que Anne e Bill decidissem transformá-la em uma espécie de pousada .

emcueaj8m0q4junhdn1owzmr2

Outro aspecto que motivou o casal foi a paixão por arquitetura, já que Bill e Anne se conheceram enquanto estudavam história da arte na mesma universidade em Londres. Após receberem o aval das autoridades, o Historic Property Restoration – companhia britânica que restaura obras e construções históricas – e o arquiteto Kevin Doonan entraram em ação.

d98n97t5om42th2hqiwklr2dc

Após três anos e mais de 200 mil libras (aproximadamente R$ 816 mil), a propriedade tornou-se uma pousada com quatro quartos e uma sala de estar no cômodo onde o altar costumava ficar. Apesar de ter sido pintada e mobiliada, boa parte da estrutura histórica do local foi preservada, mantendo arcos góticos e grandes janelas vitorianas.

3xuc3ye3bmftzrg04m5wyak1s

Segundo Anne, desde a abertura da pousada, a procura por hospedagem foi imensa; a senhora afirma que costuma haver reservas para 50 semanas inteiras do ano. “Nós estamos muito contentes com os resultados e eu esperava que fosse bem popular, mas a quantidade de reservas que temos recebido superou minhas expectativas”, diz Anne. Para quem quer se hospedar na igreja, os preços variam de 700 a 1800 libras (entre cerca de R$ 2,8 mil e R$ 7,3 mil).

aot1x5374mxnlnqnrdoueokyb

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Santuário dos Beatles reaberto

Um retiro espiritual, localizado no norte da Índia, onde os Beatles aprenderam a prática da meditação transcendental – e escreveram 48 músicas – reabriu ao público recentemente, em homenagem ao 35º aniversário de morte de John Lennon.

retrato

O eremitério fica na cidade de Rishikesh, próximo ao Rio Ganges e ficou abandonado depois que o guru Maharishi Manesh deixou o lugar, em 1970. Apesar disso, alguns fãs da banda continuaram a visitar o espaço.

Entre as músicas que o quarteto escreveu durante a visita, que aconteceu em 1968, estão algumas famosas composições do icônico White Album, como Back in the USSRDear Prudence – para a irmã de Mia Farrow, Prudence, que também estava na habitação isolada – e I’m So Tired – após Lennon passar três semanas dormindo muito pouco no local.

retiro-espiritual-beatles4

Em 2015, as autoridades do estado de Uttarakhand começaram uma reforma com o intuito de transformar a locação em um centro de ioga para turistas. Apesar da limpeza, os grafites e colagens antigas permaneceram, também como uma forma de homenagem a um rico passado. Os visitantes curiosos e os praticantes de ioga estão clicando todas as áreas do espaço e compartilhando as imagens no Instagram.

retiro-espiritual-beatles

Fonte: Casa Vogue

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Gastronomia com produção local

Entre os hotéis de luxo pelo mundo, há tantas regalias que fica até difícil lançar uma novidade que chame atenção. Mas estes cinco hotéis apostaram em um tipo diferente de “mimo” para seus hóspedes: oferecer comidas de alta gastronomia preparadas com ingredientes e produtos retirados de suas próprias propriedades. Veja a seleção, feita pelo site Glamurama:

O Hacienda Hotel Vira Vira, em Pucón, no Chile, produz 99% dos ingredientes que compõem seus pratos, do café da manhã ao jantar. A fazenda tem cultivo próprio de diversos grãos e batatas, cria cabras, galinhas, vacas, patos e outros, além de cultivar uma grande variedade de frutas e legumes, como alcachofras e aspargos. Os donos do hotel, o casal suíço Claudia e Michael Paravicini, fizeram questão de montar sua própria queijaria e leiteria, e trouxeram um mestre queijeiro para supervisionar a produção. Iogurtes, creme de leite e manteiga são preparados diariamente para deixar a experiência gastronômica ainda mais especial.

hacienda

Procurando por alta gastronomia e também aventura? O Soneva Kiri, na ilha de Koh Kood, na Tailândia, é o local perfeito. Com o conceito único de “slow life”, o hotel fabrica sua própria água, tanto mineral quanto com gás, tem seu próprio apiário e utiliza os ingredientes da sua horta para preparar as delícias servidas em seus restaurantes. Um deles é o Treepod, onde as mesas são como casas na árvore, e lá do alto, além de apreciar a vista única, é possível experimentar as refeições elaboradas – e saudáveis – entregues pelo seu garçom pessoal, que chega de tirolesa.

Soneva Kiri

Para aqueles que procuram gastronomia estrelada, o L’Andana, localizado no coração da Toscana, na Itália, é o lugar. O hotel pertence ao chef Alain Ducasse, 21 vezes estrela Michelin ao longo de sua carreira. Lá, além de cultivar sua própria horta, ele ainda faz iogurte, geleia e marmelada caseiros para o café da manhã. Mas a experiência não acaba por aí: o L’Andana conta com uma vinícola própria com 30 hectares cultivados principalmente de Cabernet Sauvignon, Viogner, Merlot, Alicante, Vermentino e Syrah. Os hóspedes, além de caírem no pecado da gula, podem passear pelas plantações e dar uma parada para degustar os vinhos produzidos por lá. E tem mais: durante os meses de outubro e novembro, a colheita de azeitona acontece para produzir o azeite And’Olio, mais um produto especial do hotel.

L’Andana

Para quem gosta de provar um bom rum, a destilaria Blackwell é uma tradição familiar. Chris Blackwell, dono do hotel Golden Eye, em Oracabessa, na Jamaica, é quem comanda a produção da bebida, feita a partir de uma receita de família. Com base na cana de açúcar, o rum Blackwell é produzido em pequena escala, mas servido à vontade para os hóspedes do hotel que, antigamente, era a casa de Ian Fleming, criador do agente 007. Se pudesse, possivelmente James Bond trocaria seu dry martini por uma dose desse rum!

Golden Eye

Aprender a cozinhar com o badalado chef Willibald Reinbacher e colhendo os ingredientes fresquinhos na hora é uma experiência possível no Shanti Maurice, nas Ilhas Maurício. O resort boutique conta com uma horta orgânica de mais de mil metros quadrados com uma grande variedade de ervas e vegetais como alecrim, erva-limão, coentro, hortelã, beterraba, berinjela, brócolis e cebola. A gastronomia do hotel ainda oferece, além de tudo o que é cultivado por lá, produtos frescos do oceano. Cada restaurante do Shanti Maurice traz uma influência: o Stars é voltado para os sabores sul africanos. Já o cardápio do Fish Shack depende da pesca da noite anterior. Mais fresco, impossível!

shanti

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

De China a Londres de trem

Mais uma rota de trem nasce ligando a Europa a Ásia. A companhia chinesa CRH – China Railway Highspeed, opera agora uma viagem de 18 dias que parte da cidade de Yiwu, na província de Zhejiang, na China, até Londres, num percurso de 12 mil quilômetros que abrange mais de sete países: Cazaquistão, Rússia, Bielorrússia, Polônia, Alemanha, Bélgica e França.

train

A ação é parte da estratégia chinesa de reerguer a antiga Rota da Seda, por onde eram transportadas riquezas entre o Mediterrâneo e a China. O novo trajeto é mais rápido do que pela água e custa a metade do preço das companhias aéreas. De acordo com o jornal inglês Telegraph, atualmente 39 rotas ligam 12 cidades europeias a 16 cidades chinesas.

Fonte: Nômades Digitais

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone