Google+
 

Category Archives: Tecnologia

O ônibus mais caro do mundo

Aqui no Brasil, andar de ônibus não é considerado algo muito luxuoso. Mas em alguns países, como a Áustria, por exemplo, andar de ônibus pode ser tão confortável quanto estar em casa. Desenvolvido pela empresa austríaca Marchi Mobile, o ônibus mais caro do mundo está à venda por US$ 2,2 milhões, o equivalente a cerca de R$ 4,7 milhões, na cotação atual. O preço tem sua justificativa: batizado de EleMMent Palazzo, o veículo é praticamente um palácio sobre rodas.

70239

O veículo é equipado com sistema que possibilita o deslocamento, para aumentar o espaço interno quando não estiver em movimento. Além disso, também é possível elevar a parte superior, transformando-o em um terraço de dar inveja a qualquer proprietário de cobertura.

315874_222876777773520_2027585831_n

O ônibus, com um design nada convencional, possui ambientes semelhantes aos das casas, como quarto de casal e sala de estar equipada com sofá de couro e aquecimento, TVs gigantes, sistema de som integrado, além de lareira, churrasqueira e todos os outros itens de luxo que você possa imaginar. Apesar do desempenho ficar em segundo plano diante de tanto luxo, a fabricante informa que o Elemment Palazzo pode chegar até 150km/h.

296130_222876881106843_1667652248_n

O modelo foi projetado para atender desde empresários que viajam a trabalho, até artistas que saem em turnê. E, como não poderia deixar de ser, também está à venda em Dubai.

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Voar com mais conforto

Passageiros que fazem longas viagens de classe econômica sabem a tortura que é ficar espremido durante horas a fio em um espaço pequeno. Sendo assim, um novo conceito de poltronas conversíveis foi concebido por James Lee, chefe da Paperclip Design, uma empresa de Hong Kong especializada em design de interiores para a indústria de aviação. A ideia promete uma solução para agradar a passageiros e ampliar a oportunidade de lucro de empresas aéreas ao mesmo tempo.

Chamado de “Butterfly”, o novo assento dá flexibilidade às companhias aéreas para modificar a configuração das cabines de seus aviões conforme a demanda de cada voo. E os passageiros de todas as classes ganham mais espaço com isso.

11

Segundo o blog Todos a Bordo, o design acaba de receber dois grandes prêmios da aviação: o Crystal Cabin Awards e o Prêmio de Inovação para Passageiros 2014, da Iata, a principal associação internacional de companhias aéreas.

2

Pensado especificamente para acomodar passageiros viajando em classe Econômica Premium ou em Executiva, o Butterfly permite facilmente alterar a configuração da cabine de uma disposição de 2-4-2 assentos para uma de 1-2-1. Ou seja, não seria impossível aproveitar a solução para toda a classe econômica ou mesmo para a primeira classe.

1

Mas não é bom se empolgar muito com a ideia —apesar da recepção calorosa ao Butterfly, o projeto, por ora, ainda depende de parcerias para sair do papel. Segundo a Paperclip, com vontade, seria factível pensar em uma estreia somente a partir de 2017.

4

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Iates com design assinado por Zaha Hadid

Ser o feliz proprietário de um iate já é o sonho de muita gente. Agora, imagine se ele tiver design assinado por uma das arquitetas mais consagradas no cenário internacional, a primeira mulher a conquistar o Prêmio Pritzker, considerado o Nobel da Arquitetura.

HadidYacht_interna

HadidYacht2

Zaha Hadid, a incrível arquiteta em questão, tem projetos importantíssimos espalhados pelo mundo, como uma galeria de arte em Londres e a Opera House de Guangzhou, na China, e seu traço inconfundível dá a peças de design uma personalidade única. Com os super iates que mostramos aqui não pode ser diferente. Com um design dinâmico, a série batizada de Unique Circles tem seis modelos que mostram como um barco pode ser muito mais do que um veículo de passeio.

HadidYacht3

HadidYacht4

Aproveitando os materiais de construção de barcos, Hadid buscou influências em formações naturais marinhas. O principal modelo da linha mede 128 metros e serviu de inspiração para os outros cinco (chamados de Jazz), com 90 metros cada um e adaptados às necessidades dos proprietários. O trabalho foi feito em colaboração com o escritório alemão Blohm + Voss, unindo fluidez e biologia, e os resultados são de fazer babar qualquer entendido do mundo dos mares!

HadidYacht5

HadidYacht6

HadidYacht1

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Wi-fi hotspot em Paris

Mais uma novidade prova que a tecnologia pode muito bem adaptar-se às belezas de uma cidade como Paris. O designer francês Mathieu Lehanneur desenvolveu um projeto inovador para a cidade-luz.

A proposta ganhou um concurso que pedia para profissionais desenharem um novo mobiliário urbano. Trata-se da implantação de diversas estações de wi-fi em vias públicas, onde qualquer pessoa pode se sentar em uma das cadeiras giratórias com apoio para notebook e sistema de carregamento de bateria de smartphones. O acesso à internet é gratuito, já que a cidade tem uma extensa rede de fibra ótica subterrânea.

Não para por aí. Apesar de tecnológico, o projeto é preocupado com a natureza, condizentes com o título de Paris, de cidade mais arborizada do mundo. O jardim de telhado adiciona um toque verde, tornando o ponto ainda mais atraente para os visitantes. A ideia ainda não saiu do papel, mas já dá para perceber que será um sucesso!

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Hotel voador?

Imagine se hospedar com todo conforto, desfrutando de paisagens únicas, enquanto viaja de um país para outro. Não é apenas um sonho futurista, mas uma realidade no que depender do designer Mac Byers. Ele imaginou a aeronave-conceito Aether Luxury Cruise, criada como trabalho de conclusão do curso de Design de Transportes da Universidade de Huddersfield, em West Yorkshire, na Inglaterra.

Concebida para ser uma espécie de cruzeiro aéreo, com hotel voador cinco estrelas, área de lazer e restaurantes, a criação se baseia na tecnologia recém-apresentada ao mercado pela empresa Aeroscraft, com foco no transporte de cargas. Com design inspirado nos filmes da série Star Wars e nos ônibus espaciais da Nasa, a aeronave terá 280 metros de comprimento e será capaz de transportar até 500 toneladas. Mas um sistema de gás comprimido e hélio ajudará a suavizar a carga.

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Turismo sustentável e móvel

Com o assunto da sustentabilidade em pauta e a busca por meios renováveis de energia, cada vez mais nascem projetos no mundo inteiro preocupados em não agredir o meio ambiente. As ideias não param de surgir e muitos já buscam meios para viabilizá-las.

O designer industrial italiano Michele Puzzolante desenvolveu um projeto de luxo sustentável, o “Solar Floating Resort” (SFR). O conceito, ainda não realizado, tem as características de barco, resort e submarino, todos juntos. A ideia do designer era criar um projeto de hospitalidade não poluente e que se unisse ao ambiente natural. O SFR possui 20 metros de comprimento e acomoda até seis pessoas, com quatro suítes – duas com cama de solteiro e duas para casal – além de uma grande cozinha, sala de jantar, sala de estar, sala do piloto e um deck de madeira com espreguiçadeiras e jacuzzi. O ‘barco-resort’ ainda oferece uma vista de 360º do fundo do mar, para um relaxamento completo.

A estrutura é composta por extensos painéis solares que absorvem a luz do sol que abastecem o SFR. Sem dúvida, uma ótima opção de turismo mais sustentável, sem contar a mobilidade, já que o barco pode ser ancorado em qualquer porto do mundo. Você se hospedaria lá?

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Projeto permite filtragem da água e piscina em rio de Nova York

Seria o máximo se, em uma visita a Nova York, pudéssemos nadar em uma super piscina ao ar livre, bem no meio do East River. Até pouco tempo, isso parecia improvável para os habitantes e visitantes da cidade, já que utilizar a água vinda deste rio era impossível, mas isso pode mudar! É que um grupo de designers criou um projeto de piscina flutuante que serve de filtro à água vinda do rio.

O sistema de filtragem permite que todo mundo tenha acesso a água limpa e possa nadar tranquilo. A piscina, em forma de sinal de ‘mais’, está dividida conforme a atividade que se pretende: uma parte é exclusiva para as crianças, outra para os esportistas, uma terceira para simplesmente relaxar e a última servindo para as habituais voltas à piscina em diversos estilos de natação.

E o projeto tem grandes chances de sair do papel, com previsão para o ano 2016! Isso porque conseguiu financiamento coletivo no site Kickstarter e com um detalhe curioso: cada pessoa ajudava comprando um azulejo, onde depois será inscrito o nome do comprador, e colocado na piscina. Bacana, não é? Já imaginou realmente fazer  parte de um projeto assim (literalmente)?

Informações: Hypeness

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Cidade invisível em Londres

A cidade de Londres está prestes a ganhar um centro cultural a céu aberto. Localizado no Regent Park mais precisamente, o projeto já está em andamento e foi batizado de Invisible City (cidade invisível). O local irá reunir diversas atividades simultaneamente, em construções suspensas do chão. Os croquis do projeto mostraram que as construções terão forma de cabanas, produzidas de madeira e totalmente transparentes.

O nome foi dado para relacionar as construções com as Invisible Structures, casas sustentáveis desenvolvidas pela dupla de artistas Claudia Moseley e Edward Shuster, em parceria com o escritório de arquitetura participantes do Eden Project. O objetivo do governo é tirar os ingleses de casa e proporcionar uma vida ao ar livre e a expectativa é que a Invisible City inaugure no próximo ano, com permanência mínima de dez anos.

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Por que não comprar o iPad mini, segundo a Forbes

Está ficando difícil acompanhar as novidades de tecnologia. A Apple, principal lançadora de tendências no assunto, é a grande responsável pela corrida por produtos cada vez melhores, mais inovadores, mais funcionais e, claro, desejados do setor. Ontem a empresa lançou sua mais nova aposta, o iPad mini, irmão mais novo e mais compacto (7,9 polegadas) da família de 100 milhões de vendas do iPad.

iPad mini

Embora os aficionados por gadgets já estejam de olho no lançamento, a revista Forbes, conhecida pela seriedade, publicou ontem um artigo com 5 razões pelas quais seus leitores ainda não devem investir na novidade.  Confira:

1 – Resolução
O iPad mini possui uma resolução menor que a do Google Nexus 7, seu concorrente de 7 polegadas. São 1024 x 768 do tablet da Apple, contra 1280 x 700 da Google, ou seja, enquanto o iPad mini possui 163 pixels por polegada, o Nexus 7 tem 216, levando vantagem.

Phil Schiller, vice-presidente de marketing da Apple, apresenta o iPad mini.

2 – Preço
Novamente a Forbes diz que o Google Nexus 7 é vantajoso por custar aproximadamente US$ 250 nos EUA enquanto o iPad mini custará cerca de US$ 329, sendo ambos modelos de 16 GB de memória.

3 – Planejamento
A Forbes critica a Apple dizendo que a empresa não tem escrúpulos quando inova seus produtos a cada seis meses. “Para a metade de 2013 já devemos esperar o iPad mini 2 com um display melhor e um preço mais competitivo”.

Tim Cook, executivo-chefe da Apple, na apresentação do iPad mini

4 – Chip A5
Segundo a Forbes, foi um erro utilizar no iPad mini o chip A5, um dual-core também usado no iPad 2 – duas gerações mais velhas – enquanto o iPad 3 vem com A5X quad-core, com gráficos melhores.

 5 – Windows 8RT
Tablets de 7 polegadas são perfeitos com Windows 8RT, segundo o artigo. Os autores ainda reclamam que esperavam mais da Apple, por ser uma empresa brilhante e revolucionária pelos iPads. Para eles, a Apple estará em desvantagem usando o iOS 6 em relação aos concorrentes que deverão utilizar o Windows 8, como a Amazon e o Google, além da Asus e a Dell, que tem projetos de novos tablets para o mercado, conforme informou o site da revista.
E você, investiria no iPad mini?

Com informações do InfoMoney

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone