Google+
 

Category Archives: Extras

Experiência com a Maserati em Mônaco

De julho a setembro, as suítes 321-322 do luxuoso Hôtel de Paris, em Mônaco, oferece uma experiência única para os hóspedes. Em parceria com a Maserati, foi criada uma suíte pop-up localizada no terceiro andar do prestigiado hotel membro da Monte-Carlo S.B.M. O espaço foi renovado por Ludovica e Roberto Palomba para refletir a sinergia entre as marcas centenárias.

maserati-2

A experiência se inicia logo na chegada ao país. Os hóspedes são recebidos no Aeroporto de Nice por uma Maserati GranCabrio de quatro lugares e com a mesma chave do veículo, disponível durante toda a estadia, abre as portas do quarto que conta com vista excepcional para o mar e icônico Casino de Monte-Carlo.

maserati

Batizada de “HPMC321 by Maserati”, a suíte ganhou um estilo moderno nas mãos desses dois nomes, que são considerados estrelas em ascensão no mundo do design de interiores. Com “Minimalismo Absoluto” como palavras-chave do projeto, o local ganha uma refinada cabeceira de tecido assinada Ermenegildo Zegna, enquanto as poltronas de couro de grãos fazem referência aos sedans empresa de carros. As tarifas para o Maserati Pop-Up Suite at Hôtel de Paris começam a partir de € 3.500 ( cerca de R$ 3 mil) para dois adultos.

Fonte: RG

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Novo museu para Yves Saint Laurent

Alguns estilistas são tão icônicos que têm suas criações elevadas ao status de arte. Sendo assim, merecem até mesmo museu dedicado inteiramente às suas peças. Assim é com Yves Saint Laurent, que ganhará uma atração no Marrocos. Com previsão para abertura em 2017, o novo Musée Yves Saint Laurent Marrakech (mYSLm) será dedicado à obra do estilista francês. O acervo, atualmente arquivado em Paris, vai contar com nada menos que cinco mil peças de roupas, 15 mil acessórios de alta costura e milhares de esboços e objetos.

lazer-museu-yves-saint-laurent-02

De acordo com a Vogue, a nova estrutura terá uma área de cerca de 4 mil m² para exposições permanentes. Haverá também uma área de 150 m² dedicada a mostras temporárias, além de auditório de 130 lugares, livraria, restaurante, terraço e biblioteca de pesquisa, equipada com mais de 5 mil livros. Esbanjando formas cúbicas, o prédio será feito de tijolos, a fim de criar um padrão semelhante à trama de um tecido. Já o interior, contrastante, foi concebido para fazer alusão à uma luxuosa jaqueta de couro, com textura luminosa e aveludada.

lazer-museu-yves-saint-laurent-03

A ideia do projeto é combinar a construção, feita de terracota e concreto, e a paisagem ao redor. Por isso, os tijolos da fachada serão feitos com terra marroquina e produzidos por um fornecedor local. E para garantir perfeitas condições de todo o acervo do estilista, a Fundação Pierre Bergé – Yves Saint Laurent trabalhou por mais de uma década desenvolvendo métodos precisos de conservação. Por isso, o museu de Marrakesh também contará com um sistema completo de controle de temperatura e umidade para que as peças tenham a mesma qualidade na nova sede. As obras devem começar em breve.

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Feliz Dia dos Pais!

DiadosPais_HOYA (1)

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Para ver a Aurora Boreal

Conhecida por ser um dos fenômenos naturais mais lindos, a Aurora Boreal é o sonho de consumo de muitos viajantes. E agora é bem mais fácil de assisti-la, em um roteiro especial de 7 dias, saindo do Brasil, que leva os aventureiros a desvendar os mistérios das paisagens das montanhas glaciares e vida selvagem na fronteira do Canadá com o Alaska.

263_2

Com saídas entre agosto de 2016 e abril do ano que vem, o grupo, que ficará hospedado em Whitehorse, no território de YuKon, terá três noites para procurar e conhecer o encantamento do fenômeno também chamado de “Luzes do Norte”. Experiência inesquecível!

Fonte: RG

 

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Mapa de estereótipos

Todo brasileiro gosta de sambar, todo japonês trabalha demais e todo italiano é galanteador. É impossível generalizar, mas estereótipos existem – mesmo que não estejam sempre certos – e acontecem por causa dos julgamentos que formamos sobre o desconhecido. Para retratar estes pré-conceitos de forma divertida, a empresa J. Walter Thompson Intelligence fez um estudo que mostra como pessoas do mundo todo vê as outras nacionalidades.

Para a pesquisa, foram entrevistadas 6 mil adultos de 27 países. O resultado foi ilustrado no “Stereotype Map”, ou “Mapa do Estereótipo”, em português. De acordo com os organizadores do levantamento, o mapa revela que, para a maior parte das pessoas, as percepções globais não se alinham com os locais e isso é determinado principalmente pelo nosso nível de familiaridade com cada lugar. A grande maioria de nós organiza o mundo de acordo com imagens mentais que representam uma opinião.

O mapa, então, ganhou um visual divertido e foi dividido em regiões fictícias baseadas nestas concepções. Na Funlândia (ou Divertilândia), foram agrupados Espanha, Itália e Brasil, mostrando que, para os entrevistados, não falta diversão nestes lugares. Na Balancia (algo parecido com Equilibrolândia) estão os países equilibrados e disciplinados, são eles Austrália, Canadá, França e Finlândia. A China foi categorizada, sozinha, como Geniustan (ou Geniópolis), associada a inteligência e genialidade.

A Uniformany (ou Uniformolândia) foi o “continente” fictício para onde foram Hong Kong, Alemanha e Japão, por causa do vício em trabalho.  Já a Rússia, os Estados Unidos e o Reino Unido estão alocados na Smugville (algo como Arroganciolândia), que obviamente, mostram que o mundo entende que estas nacionalidades se sentem superiores às demais. Mas existe também a Chilland (ou Relaxolândia), que é para onde as pessoas vão descansar. Lá estão a Tailândia e o México. A Spiritania (ou Espiritualilândia) também está no mapa e é onde estão os países vistos como onde a espiritualidade fala mais alto, como Egito, Arábia Saudita e Paquistão.

Por fim, existe a “terra” onde estão os países sobre os quais as pessoas não sabem nada a respeito, chamados de Vanilla (algo como o que chamamos de Café com Leite). Nela figuram Argentina, Colômbia, Índia, Coreia do Sul, África do Sul, República Tcheca, Indonésia e Cingapura. E você, concorda com esses estereótipos? Veja o mapa (clique para aumentar)!

mapa-estereotipo

Por outro lado, a pesquisa também abordou sobre como os países vêem a si próprios. Confira abaixo (clique para aumentar):

mapa-estereotipo2

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Ciclovia inteligente em Berlim

Em dias de chuva e de frio, fica difícil sair de bicicleta por aí. Mas em lugares em que as ciclovias são bem estruturadas e a população tem costume de se locomover sobre duas rodas – e que geralmente chegam a temperaturas muito baixas – como fazer nos dias mais gelados?

radbahn3

A cidade de Berlim já planeja uma solução para isso e tem um projeto de ciclovia inteligente e coberta com extensão de nove quilômetros, que deverá passar por baixo do viaduto U1. A proposta, conhecida como Radbahn, pretende utilizar uma faixa de bicicletas já existente e oferecer mais condições de segurança a ela, ao separá-la completamente do trânsito de carros.

radbahn1

A sustentabilidade também foi pensada e, entre as melhorias, está um sistema que fará com que o atrito causado entre os pneus e o pavimento seja transformado em energia. Com este recurso, já será possível iluminar o trajeto equipado com semáforos e placares informativos.

radbahn2

O percurso também deverá oferecer espaços para descanso como cafés, estações de serviços com assistência técnica e aluguel de bicicletas, e até mesmo hortas urbanas disponíveis a quem passar por ali. Embora a via já exista, a falta de segurança no local afasta os ciclistas, o que deverá ser resolvido com a implementação do projeto, ainda sem data para ser executado.

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Resort de luxo desembarcará em Fiji

Sol, sombra e água fresca: a descrição do paraíso tem tudo a ver com Fiji, arquipélago de 332 ilhas no Oceano Pacífico com quase um milhão de habitantes, metade deles espalhados pelas duas ilhas principais, Viti Levu e Vanua Levu.

fiji-850x500

É nesse pequeno país de águas calmas e cristalinas que o próximo hotel da cadeia Six Senses irá abrir as portas em 2017. Em meio à natureza exuberante da região, o complexo terá 24 vilas com piscina e 66 vilas standard, todas localizadas em uma praia privativa de 640 metros de extensão. O resort também contará com uma adega que combinará os melhores vinhos com frutos do mar pescados no local, além de sua própria horta orgânica.

six-senses-fiji-rep

Para chegar no local, os visitantes deverão percorrer 30 minutos de barco do Aeroporto Internacional de Nadi até a Marina Denaadaru e, de lá, pegar um helicóptero, para um vôo de 30 minutos, ou um aeroplano, para um voo de 20 minutos, até o hotel.

Fonte: Forbes

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Viva o amor! <3

2016-06-12-PHOTO-00009346

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Cafés em Viena

Se tem um lugar onde o café é levado a sério, é a Áustria. Para se ter uma ideia, as cafeterias, chamadas de kaffeehaus, são tão importantes que foram tombadas pela Unesco em 2011. Os lugares antigos, com ar rústico, são os mais visitados por turistas e frequentados por seus moradores que gostam de se reunir em um destes locais para bater um bom papo.

Café_Sperl_Wien1

Patrimônio Imaterial da Humanidade, as cafeterias da capital austríaca são carregadas de história. Poucas coisas são mais tipicamente vienenses do que sentar-se em uma poltrona confortável de um café com um jornal à mão e, simplesmente, ver o dia passar.

cafecentral

Com decoração neoclássica repleta de adornos, atendimento personalizado e bolos divinos, as cafeterias da cidade haviam saído de cena depois da 2ª Guerra Mundial. O crescente interesse turístico pela cidade, no entanto, trouxe essas casas de volta.

Vienna_Coffee_Houses_2

O café foi introduzido à cultura local na segunda metade do século 17, quando a cidade esteve sob domínio do Império Turco-Otomano. Com a expulsão dos árabes em 1683, as primeiras cafeterias começaram a aparecer e o negócio logo floresceu. O auge se deu cerca de dois séculos depois, quando a então capital do recém-formado Império Austro-Húngaro vivia dias de expansão territorial e efervescência cultural.

DSC_0975

Hoje em dia, o cafés mantém-se como apreciados pontos de encontro, mas não ficaram exatamente parados no século passado: acesso à internet, presença de DJs e uma atmosfera única criam as condições para um intervalo prazeroso num dia agitado. Você pode se deliciar com uma torta de maçã, de queijo branco ou de creme, por exemplo. Muitos cafés têm criado algumas especialidades próprias e vale a pena prová-las. Deu água na boca?

IMG_0382edit

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Etiqueta de viagem

Quando visitamos um país diferente do nosso, é necessário ficar atento às regras de etiqueta praticadas por lá e respeitar os costumes do povo e do lugar que nos acolheu. As culturas se chocam e o que é normal por aqui pode ser extremamente bizarro ou ofensivo em outro lugar do mundo. O melhor é evitar o constrangimento e aprender os costumes locais antes de chegar ao destino.

Pensando em ajudar os viajantes a se adaptarem às mais diversas situações, uma empresa de seguros estrangeira criou um infográfico que mostra regras de etiqueta em alguns países. É possível observar alguns opostos, por exemplo, no Estados Unidos deve-se dar gorjeta ao final das refeições, enquanto no Japão o mesmo ato é considerado uma ofensa.

São pequenos detalhes que fazem toda a diferença na hora de passear mundo afora! Confira o infográfico e a tradução em seguida:

costumepaises

França: não fale ou pergunte sobre dinheiro; Ucrânia: não dê flores em número par; Nova Zelândia: não buzine ou insultará as pessoas; Índia: não toque alguém do sexo oposto em público; Japão: não deixe gorjetas; México: não se ofenda com piadas locais; Noruega: não pergunte sobre ir a igreja; Turquia: não faça o gesto de OK porque é muito ofensivo; Reino Unido: não pergunte quanto as pessoas ganham; Irlanda: não tente imitar o sotaque irlandês; Alemanha: não dê parabéns antes do aniversário; Quênia: não chame as pessoas pelo primeiro nome; Chile: não coma com as mãos; Singapura: não coma no transporte público; Estados Unidos: não se esqueça de deixar gorjetas; Itália: não peça capuccino em restaurantes; Hungria: não encoste taças durante um brinde; China: não dê relógio ou guarda-chuva de presente.

Informações: Nômades Digitais

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone