Google+
 

Category Archives: Entretenimento

Museu do sorvete

museu-do-sorvete-los-angeles-004

Quem nunca teve um sonho de mergulhar em um mar de comida colorida ou de viver dentro de um universo cor de rosa, cheio de coisas fofas. Pois o Museu do Sorvete, nova atração disputada em Los Angeles, é a prova física de que não existe idade para se jogar nas brincadeiras. As instalações do local não só contam a história da comida mais divertida do cardápio, como convidam os visitantes a participar das intervenções artísticas.

museu-do-sorvete-los-angeles-002

Pense em uma piscina de granulado colorido ou então picolés gigantes espalhados do teto ao chão em uma das salas. Logo na entrada, degustação de chocolate, estendida ao longo da visitação pelos 10 ambientes coloridíssimos com outras guloseimas para deixar tudo ainda mais saboroso.

museu-do-sorvete-los-angeles-007

Meio surrealista, meio Alice no País das Maravilhas, o Museu do Sorvete é um projeto itinerante, que já passou por Nova York e ficou na Califórnia até o fim do mês de maio. A próxima parada ainda não foi divulgada, mas os ingressos sempre são disputados na venda online. Vale muito fazer esta visita deliciosa!

museu-do-sorvete-los-angeles-006

Fonte: Casa Vogue

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

60 destilarias escocesas em um dia

O criador do Dia Mundial do Uísque, Blair Bowman, vai tentar quebrar o recorde de visitas à destilarias da Escócia em um único dia. Sua perspectiva é ir a 60 delas, ao mesmo tempo em que pretende formar uma coleção única, que será doada para fins de caridade. A iniciativa é uma forma de ajudar a Just a Drop, entidade internacional que entrega para comunidades carentes uma água acessível, limpa e segura, além de conduzir programas de saneamento e saúde ao redor do mundo.

O desafio está programado para 15 de maio. Bowman e sua equipe de apoio vão partir da destilaria Balblair – que, apesar da coincidência do nome, não tem nada a ver com ele – localizada no norte das terras altas da Escócia, e terminarão, 17 horas depois, na destilaria Aberfeldy, no condado de Perthshire.

blair-desafio-uisque-60-dias-rep-forbes

Esta é uma das muitas ações programadas ao redor do mundo para comemorar o Dia Mundial do Uísque, celebrado em 20 de maio. “Será um evento fantástico”, diz Bowman. “Até onde sabemos, ninguém tentou estabelecer um recorde como este antes. E, apesar do planejamento meticuloso, sempre há um risco de que talvez nós não consigamos ir a todas as 60 destilarias em um único dia. Não podemos deixar que nada dê errado. Só é preciso alguns tratores ou caravanas para nos ajudar quando estivermos sob pressão.”

“Todo o dinheiro levantado vai para a Just a Drop, que leva água limpa para as comunidades mais pobres do mundo. A palavra ‘uísque’ significa ‘água da vida’ em gaélico (idioma dos celtas que povoaram as Ilhas Britânicas), então isso é um desafio apropriado e que pode ajudar a levantar muito dinheiro para uma causa tão merecedora.”

Fonte: Forbes

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Museu Star Wars

São Francisco tenta há anos que o cineasta George Lucas construa o museu de Star Wars em seus limites, mas perdeu para Los Angeles. Chamado de Lucas Museum of Narrative Art, o cobiçado espaço será construído em L.A. e contará com obras de arte, ilustrações, quadrinhos e a coleção pessoal do próprio cineasta, adquirida durante filmagens.

Museu-2

Apelidado oficialmente de Star Wars Museum, apesar dos planos incluírem mostras e coleções que não têm a ver com a saga, ele será erguido no Exposition Park, perto da University of Southern California.

A coleção pessoal de Lucas inclui 40 mil pinturas, itens de filmagem e figurinos de obras como O Mágico de Oz, Casablanca, além de muitas recordações de Star Wars.

la-1477542843-snap-photo

Não se sabe ainda quando o Lucas Museum of Narrative Art será inaugurado, mas as suas representações mostram uma estrutura bastante significativa: um edifício de aproximadamente 80 mil metros quadrados.

Fonte: Nômades Digitais

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Parque inflável nas águas de Dubai

Uma fabricante alemã especializada em infláveis criou especialmente para Dubai, a cidade dos superlativos, um parque aquático que escreve o nome da cidade no meio do mar da praia de  Jumeirah.

dubai1

Segundo seus criadores, o “Dubai TAG”, como foi batizado o parque aquático, tem 77 metros de comprimento, 35 de largura e capacidade para 200 pessoas ao mesmo tempo. Ele ainda foi desenhado de acordo com o novo logo do turismo de Dubai, no qual é possível ler o nome da cidade em inglês e também em árabe.

dubai3

A estrutura é ao mesmo tempo um enorme parque flutuante e também uma peça publicitária para divulgar o turismo em Dubai para todo o mundo.

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Maior escada rolante do mundo serve aos turistas, na China

ap304777690553

A China não para de inaugurar os pontos turísticos mais superlativos. A mais nova criação é nada mais do que a maior escada rolante do mundo, cercada pela vista arrasadora do cânion de Enshi, na província de Hubei, região central do país. São 688 metros de extensão!

ap522967441594

A atração, inaugurada recentemente durante as festividades da Semana Dourada chinesa, leva aproximadamente 18 minutos para dar uma volta completa. Por volta de R$ 16,7 milhões foram gastos para construir a estrutura feita com madeiras ecológicas e também reflorestar as áreas próximas. Ela foi instalada ao lado da escada fixa, que se mantém aberta para os usuários mais ativos.

ap32420030674

Cerca de 7300 pessoas podem ser transportadas do topo do cânion à base, por hora. Anualmente, estima-se que 600 mil pessoas passem por lá. Cada visitante precisa desembolsar 20 yuans (aproximadamente 10 reais). Que tal?

ap700504452674

Font: Vogue

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Caça-fantasmas na Grã Bretanha

Dona de lendas com fantasmas e monstros folclóricos, a Grã-Bretanha guarda histórias de vampiros criados em cidades costeiras, bruxas queimadas em praça pública e, claro, a famosa história do Jack, o Estripador. Para deixar suas próximas férias em terras britânicas bem arrepiante,  confira essa lista elaborada com experiências de dar calafrios:

Localizada a cerca de 3h30 de Londres, a cidade de Sheffield conta com um tour com temas variados, em dias alternados, como os clássicos de fantasmas, as mais aterrorizantes e até uma combinação de situações assustadoras e contos fantasmagóricos tradicionais.

1rd_Sheffield_BY_Nikos-Roussos-1024x699

Já a terra natal de William ShakespeareStratford upon Avon, abriga a Falstaff Experience. A experiência acontece em uma casa do século 14, lar de supostos 40 fantasmas, onde é possível participar de excursões mal-assombradas guiadas por lanterna durante o dia e sessões fantasmagóricas paranormais à noite.

The Falstaff Experience,  em Stratford-upon-Avon, oeste da Inglaterra (foto: Elliott Brown/Flickr-Creative Commons)

Localizada a pouco mais de 2 horas de trem de Londres, York  abriga uma excursão mal-assombrada de 75 minutos adequada para famílias, onde são contadas algumas das histórias mais fantasmagóricas de York como a do Conde Sem Cabeça e a de Grey Lady, a freira que foi confinada viva.

Tour fantasmagórico em York, Yorkshire, no norte da Inglaterra (foto: Clare Young/Flickr-Creative Commons)

Nem só de música vive a eterna cidade dos Beatles. Nesse passeio guiado de 75 minutos pela Hope Street, no centro de Liverpool, os visitantes corajosos ouvem histórias da peste negra, sobre a casa onde o irmão de Hitler se escondeu e até sobre a residência de John Lennon.

Liverpool, onde acontecem tours assombrados na Hope Street (foto: Radarsmum67/Flickr-Creative Commons)

Localizado na zona rural de Lancashire, no norte da Inglaterra, Pendle Hill é tão assombrada que muitos moradores se recusam a caminhar pela montanha depois que escurece. Um dos acontecimentos mais famosos é o “Julgamento das Bruxas de Pendle”, em que dez pessoas foram enforcadas por crimes que incluíam bruxaria, em 1612.

Interior do presídio Crumlin Road, em Belfast, na Irlanda do Norte (foto: Robbie Dale/Flickr-Creative Commons)

Considerado um dos castelos mais assombrados da Escócia, o Glamis é amaldiçoado porque, segundo a lenda, um cálice ancestral foi retirado da residência, onde deveria ter permanecido para sempre. A cidade de Glamis está a cerca de 90 minutos de carro de Edimburgo e Glasgow, no sentido norte. 

Vista do Castelo de Glamis, na Escócia (foto: Mark Gregory/Flickr-Creative Commons)

História, mito e humor se encontram nesse tour descontraído de 90 minutos pela cidade costeira de Tenby, no sudoeste do País de Gales. Conduzido pela local Marion Davies, o passeio conta histórias de pubs assombrados e de atividades fantasmagóricas nas ruelas da cidade.

Vista de Tenby (foto: Matthew Hartley/Flickr-Creative Commons)

Imagine ser perseguido em um labirinto por Jack, o Estripador e fazer um passeio na escuridão de uma masmorra. O mais famoso tour do gênero, conhecido como London Dungeon, acontece em Londres, próximo à roda-gigante London Eye.

London Dungeon Last Supper, em Londres (foto: Visit Britain/Divulgação)

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Atração histórica em Cottbus, Alemanha

cottbus_sightseeing

Cottbus pode até ser uma cidade pouco conhecida na Alemanha, mas o lugar é capaz de arrebatar os visitantes logo de início, com suas casinhas de estilo barroco com fachadas incríveis e atmosfera de cidade de interior. Com cerca de 100 mil habitantes e localizada no leste da Alemanha, Cottbus é famosa por seu típico bolo em camadas e foi importante fornecedora de energia na época da Alemanha Oriental.

27-weltspiegel-cottbus-movie-theater-renovation-by-alexander-fehre

Uma das curiosas atrações da cidade, com mais de 100 anos de história, o cinema Weltspiegel é um dos mais antigos da Alemanha. Renovado, ele passou a atrair não só espectadores, mas também turistas encantados por sua história.

6-weltspiegel-cottbus-movie-theater-renovation-by-alexander-fehre

Depois da reformulação, o prédio passou a contar com duas salas de projeção adicionais, com 80 lugares cada, e um bar no anexo do edifício. A tradicional sala com 520 lugares e um teto de ouro foi utilizada por uma plataforma retrátil também para eventos. Para completar a reforma, um design emocionante foi criado, com referências à trajetória do cinema, gerando uma incrível fusão da história com os tempos atuais.

9-weltspiegel-cottbus-movie-theater-renovation-by-alexander-fehre

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Vôo pela Europa em um clássico da aviação

Já imaginou como era voar de avião antigamente? A Super Constellation Flyers Association (SCFA), com sede na Suíça, promove viagens a bordo da clássica aeronave Constellation. O itinerário é um tour por 17 lagos na Suíça e o vôo promete surpreender os passageiros a apenas 150 metros de altitude — um Boeing ultrapassa 13 mil metros. Há também um sobrevôo pelos Alpes de Berna e uma viagem a Speyer, na Alemanha, que inclui um pouso na pista ao lado do museu de tecnologia da cidade e uma visita a sua exposição de aviões, locomotivas e carros antigos. Na sequência, a aeronave sobrevoa castelos e o autódromo de Hockenheim.

020515

O Constellation foi reformado e teve algumas poltronas removidas para que os viajantes pudessem circular livremente entre as janelas em busca da melhor vista. Para ocupar um de seus 34 assentos é necessário ser associado à SCFA e pagar uma anuidade de € 100. Já os preços das viagens são cobrados de acordo com a distância, sendo € 280 o valor médio de um voo curto. Atualmente, a SCFA possui 3 mil membros: 85% deles residentes na Suíça e o restante proveniente de outros 19 países.

Produzido entre 1943 e 1958 por uma companhia americana chamada Lockheed Aircraft, o Connie, forma como ainda costuma ser chamado, era considerado o avião transatlântico mais rápido e confortável de sua época, mas começou a perder o brilho no início da década de 1960 com o surgimento do jato. Ele também chamava a atenção pelo design diferenciado: cauda dividida em três partes e corpo semelhante a um golfinho.

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Atmosfera surpreendente em Hong Kong

foxglove1

A cena noturna de Hong Kong já é vibrante, mas recentemente ela ganhou um bar de peso para a lista de opções de entretenimento, que seria sucesso em qualquer grande hub global. Em uma área da cidade repleta de bancos e centros financeiros, foi inaugurado o Foxglove, um misto de bar e boate que já atrai muitos modernos em fim de expediente.

foxglove4

Para proporcionar um ambiente digno de seus exigentes clientes, eles convidaram o arquiteto local Nelson Chow Chi-Wai, diretor e fundador da NC Design e Arquitetura, para percorrer a história de um aventureiro rico, Frank Minza, que, como os proprietários costumam dizer, pode ou não ser um personagem fictício. Para dar mais tempero ainda ao mistério, eles acrescentam que ele era filho ilegítimo de um empreendedor azarado da época colonial de Hong Kong.

Foxglove

Com esta atmosfera criada, o Foxglove ganhou um design bem especial, uma combinação masculina de transatlântico, avião e clube de cavalheiros. A entrada não é apenas uma porta velha e simples – na verdade não há entrada visível. Em vez disso, os clientes entram em uma loja de guarda-chuva, onde artigos requintados são exibidos em armários de vidro com design personalizado. Ao encontrar o cabo de prata certo e tocá-lo, uma porta secreta abre para o estabelecimento. Logo na entrada, um cocktail bar com tampo de mármore conecta-se à área do restaurante.

foxglove3

Uma sala VIP acomoda 32 convidados e se assemelha a um carro de jantar da primeira classe de um trem de luxo e uma outra sala se assemelha a biblioteca intimista, onde o tempo parece ter parado. E assim, cada pedaço do novo bar dá a certeza de que o espaço foi criado para surpreender até os clientes mais difíceis!

foxglove5

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

The 606 – o parque criado no lugar de uma linha férrea, em Chicago

Embora tenha funcionado por quase cem anos, a linha férrea Bloomingdale, em Chicago, teve um fluxo menor de trens na década de 1980, caindo em desuso nos anos 1990, quando outras redes de transporte começaram a absorver a demanda. Com isso, o espaço entre os trilhos começou a ser preenchido por vegetação, passando a ser visto pelos moradores de Logan Square, um dos bairros com menor quantidade de áreas verdes da cidade, como um local ideal para um parque – ideia considerada pelo Departamento de Desenvolvimento e Planejamento da cidade desde 2003.

foto-por-the606chicago-en-flickr-1

A proposta começou receber mais interesse entre os habitantes da região, que constituíram a organização Friends of the Bloomingdale Trail, através da qual vêm trabalhando em parceria com a The Trust for Public Land (TPL), uma organização sem fins lucrativos dedicada a proteger as áreas verdes urbanas, garantindo seu acesso às gerações futuras. Em conjunto, avaliaram as características do espaço e determinaram que o novo parque urbano poderia ser linear, aproveitando o traçado existentes da linha férrea como um corredor voltado para pedestres e ciclistas.

foto-por-the606chicago-en-flickr-4

O nome “The 606″, está associado ao código postal dos bairros adjacentes ao trilho – um modo de destacar o espírito comunitário do projeto, que se estende por 4,8 km. O parque começou a ser construído em setembro de 2013 com as obras de recuperação das pontes e viadutos ferroviários, 37 no total, que foram construídos no final do século XIX. Além disso, foi necessário conectar seis parques existentes e criar 12 pontos de acesso, localizados a cada 400 metros, além de instalar 17 rampas de acesso para garantir que todos possam desfrutar do parque.

foto-por-the606chicago-en-flickr-5

O parque urbano de Chicago, que une as avenidas Ashland e Ridgeway através da artéria Bloomingdale, foi inaugurado no dia 6 de junho de 2015, passando a oferecer aos habitantes e visitantes novos espaços públicos ricos em vegetação e sem interrupções viárias. O novo espaço também recebe eventos culturais e é palco de intervenções urbanas, como a criação de murais em seus pontos de acesso.

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone