Google+
 

Category Archives: Aventura

A trilha mais perigosa do mundo

gcom_trilha_mais_perigosa_do_mundo_china_09

O quanto você se arriscaria para alcançar a iluminação em um templo religioso a mais de 2 mil metros de altura, nas montanhas da China? Pelo visto, os poderes espirituais do local devem ser dos melhores, pois milhares de turistas passam anualmente na trilha mais perigosa do mundo, no monte Huashan, para chegar às tradicionais construções. Trata-se de um templo taoísta de grande importância, construído por volta do século 2 a.C. Lá, cinco belas construções se distribuem, criando a forma de uma flor mística.

gcom_trilha_mais_perigosa_do_mundo_china_08

Para chegar ao topo, é necessário passar por pequenas trilhas de madeira, escadas incrustadas nas pedras e pontes que se esticam sobre precipícios a milhares de metros do chão. De acordo com estatísticas não oficiais, aproximadamente cem pessoas morrem anualmente no local antes de alcançar o topo! Mesmo assim, o fluxo de turistas continua crescendo.

gcom_trilha_mais_perigosa_do_mundo_china_07

Para aqueles que gostam de adrenalina e se garantem no preparo físico, uma coisa é inegável: a vista é de tirar o fôlego. Já para os menos destemidos, as fotos e vídeos do local já cumprem o papel de encantar e causar calafrios. E aí, você encararia?

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Hospedagem para os fortes

Tudo o que você quer é um hotel para dormir tranquilo e sem preocupações, certo? No que depender nesta hospedagem na América do Sul, sou sono pode ser bem agitado e inquieto! É que no Vale Sagrado dos Incas, no Peru, três cápsulas, montadas na costa de uma montanha, são usadas por visitantes que desbravam a região de Cusco.

cusco2

Cada cápsula tem um banheiro, quatro camas e iluminação gerada por painéis solares. Os quartos ficam a 400 m de altura e, para chegar até lá, os hóspedes enfrentam uma longa caminhada.

cusco3

A descida, no entanto, é mais fácil, mas também para os fortes: os turistas usam uma tirolesa! Tem coragem?

cusco1

Fonte: Ig

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Diversão nas Cataratas do Niágara

Elas são um dos pontos turísticos mais visitados no mundo, fazem parte das 7 Maravilhas Naturais do Mundo e são uma das fronteiras naturais mais lindas do planeta. Dignas das malucas aventuras do Pica-Pau em seu barril, explorar as Cataratas do Niágara é um dos programas que devem fazer parte de uma visita completa a Toronto, no Canadá.

Localizadas a mais ou menos duas horas da cidade, as Cataratas do Niágara separam com suas belas e imponentes quedas d’águas dois países – de um lado a província canadense de Ontário, e do outro o estado de Nova York, nos Estados Unidos. As águas que desabam na enorme garganta são provenientes dos Grandes Lagos canadenses, e depois de correrem pelo vale, se depositam no famoso (e gigantesco) lago Ontário.

500000829-1024x686

Mas não é só pelo ângulo natural que as cataratas são interessantes. Independente da época do ano, há muita história, cultura e diversão por lá. Para começar a jornada, uma parada na Table Rock, local onde fica um centro para visitantes e de onde pode-se escolher por onde começar a visita. Entre um mirante e outro, você pode fazer a Journey Behind the Falls, que é uma caminhada pelos centenários túneis que passam por trás das quedas d’água e de onde pode-se ver toda a sua força através de janelas esculpidas na pedra. A caminhada acaba em um mirante que parece muito com aquele do desenho do Pica-Pau, pertinho das quedas, onde é impossível não se molhar um pouco. Mesmo com a capa amarela!

Por lá também é possível encarar a experiência 4D Niagara’s Fury, um simulador que conta a história evolutiva das cataratas desde a pré-história utilizando projeções, movimentos, vento e água, obviamente. Para os mais ousados, dá para apreciar a vista de formas bem peculiares. Durante o verão, uma tirolesa de 670 metros que alcança velocidade de uns 70km/h proporciona uma visão privilegiada e radical das falls. Já a Niagara Helicopters realiza passeios aéreos desde 1961 – que funcionam praticamente o ano todo – é uma opção mais cool e confortável para apreciar aquela bela vista.

500003704-1024x662

Você ainda pode fazer um passeio de barco com Maid of the Mist e chegar pertinho das quedas, apostar uns trocados no Cassino Niagara, ou ainda fazer uma visita ao Niagara Falls History Museum para saber mais sobre as histórias e curiosidades do lugar. E vale até dar um spoiler: um ser humano já foi levado pelas águas acima das quedas, desceu as cataratas sem nenhuma proteção e sobreviveu. Não, não é conto de pescador!

Fonte: Chicken or Pasta

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Paisagem exótica no Líbano

gcom_caverna_libano_07

As cachoeiras são destinos adorados por 10 entre 10 pessoas que gostam de passar um tempo em meio à natureza. Tais fenômenos naturais fascinam o ser humano pela beleza das quedas d’água e pela propriedade de relaxamento que eles têm. Imagine, então, deparar-se com uma catarata que atravessa três cavernas de calcário antes de se juntar a um belo lago translúcido? O que pode parecer um cenário fantasioso criado por computação gráfica para filmes de Hollywood, na verdade é bem real e fica em Tannourine, no Líbano.

gcom_caverna_libano_01

A cachoeira do Cânion de Baatara forma-se na primavera, época do degelo do monte Líbano. Com o passar de milhões de anos, a ação fluvial acabou escavando tal estrutura geológica, também conhecida como Abismo das Três Pontes. A cascata de 250 m de altura deságua em um abismo de calcário de cerca de 160 milhões de anos.

gcom_caverna_libano_03

Apesar de ser um espetáculo natural difícil de resistir, é desaconselhado por guias locais que turistas caminhem sobre as pontes formadas. Além de apresentarem superfície escorregadia, o tráfego de pessoas pode acabar ocasionando a destruição das formações rochosas.

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A espetacular Grande Barreira de Corais da Austrália

GrandeBarreiraCorais011

É possível eleger o lugar mais lindo do mundo? É improvável, mas se houvesse esta eleição, com certeza a Grande Barreira de Corais da Austrália estaria forte no páreo. Um dos destinos mais desejados pelos turistas e patrimônio mundial, sua porta de entrada é pelas Whitsunday Isles, arquipélago descoberto pelo capitão inglês James Cook a cerca de 900 quilômetros de Brisbane.

234513

A Grande Barreira é composta por uma rede de cerca de 2.900 recifes e mais de 900 ilhas. Lar de milhares de espécies de vida marinha, o local é o maior ecossistema de recifes de corais do mundo, tão impressionante que pode até ser vista do espaço!

Australia-Reef-Dredging

Para quem visita a região, é possível nadar, mergulhar e velejar pela Grande Barreira de Corais, além de fazer passeios exclusivos oferecidos pelos resorts próximos, como um vôo de helicóptero que sobrevoa de perto toda esta beleza, de tirar o fôlego! Outra opção de passeio para quem quer curtir ao máximo o paraíso é fazer o chamado “live on board”, que consiste em passar alguns dias em alto-mar, em barcos relativamente pequenos, sem grande estrutura de entretenimento, mas que oferece vários mergulhos por dia, inclusive mergulhos noturnos.

foto-galeria-materia-620-30q9

Para quem quer conhecer o arquipélago em grande estilo, Hamilton Island, uma das principais ilhas do arquipélago, abriga o qualia, premiado resort de luxo afiliado ao Relais & Châteaux e listado na Gold List de 2014 do Condé Nast Traveler Readers’ Choice Awards. Em localização privilegiada, na área mais ao norte da ilha, o resort, aberto em 2007, oferece aos seus hóspedes todas as experiências do cenário, sempre com um toque exclusivo. Imagina o luxo de se hospedar no hotel e, ainda, alugar um iate para desbravar a Grande Barreira, então?

3afo2x59lruwluwupe1bozden

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Aventura no interior do vulcão Thrihnukagigur

5

Embora seja um destino pouco procurado, a Islândia tem tudo para entrar na lista de viagens dos mais aventureiros. Lá é o paraíso dos passeios inusitados! Considerada uma das maiores ilhas vulcânicas do mundo, a Islândia é endereço do vulcão Thrihnukagigur, um gigante adormecido há mais de quatro mil anos, que pode ser visitado por dentro. Em uma de suas crateras, visitantes descem em um guindaste que funciona como um elevador até o solo de um dos salões internos do vulcão.

72

A visita inclui uma caminhada de 50 minutos, aproximadamente, até o topo da cratera, e uma descida de 120 metros até o fundo dela, a bordo de uma espécie de teleférico aberto.

23

O destaque da atração é seu interior colorido, com paredes de magma solidificado. O fenômeno é raro de encontrar em outras partes do mundo, uma vez que crateras vulcânicas costumam ser fechadas após erupções. Quem se habilita?

91

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Roteiro astronômico pelo céu Chile

1_tour-astronomico_oaa-1024x561

Percorrer o Chile de norte a sul é como visitar mais de um país em uma única viagem. Dos canais estreitos e gelados dos fiordes, na Patagônia, ao cenário árido do Atacama, no norte do país, o viajante encontra uma das mais variadas geografias em um mesmo destino da América do Sul.

Mas não é só em terra que turistas são recebidos com uma das mais impressionantes paisagens da América do Sul. Com condições climáticas que garantem mais de 300 noites de céu aberto por ano, os céus do Chile são conhecidos, mundialmente, por sua nitidez. Conheça observatórios turísticos do Chile que estão abertos para visitas:

2rd1-1024x682

O Observatório Astronômico Andino se localiza a 20 minutos da capital chilena e está a 1.240 metros sobre o nível do mar. A visita noturna aberta ao público acontece em uma cúpula com três telescópios e um terraço de observação. O local oferece também observação diurna em três telescópios solares com filtro de Hidrogeno Alfa, o que permite apreciar detalhes do sol.

Com tours de 2h30 de duração, o Space ensina aos astrônomos de primeira viagem a observarem o céu a olho nu e até a lerem um mapa astronômico. Dividido em duas etapas que incluem até chocolate quente no final da visita, na sala da casa do astrônomo responsável pela experiência, o passeio permite também o uso de um dos 10 telescópios disponíveis.

1_paranal-trail-ut1-4-1024x682

Localizado a 2.635 metros sobre o nível do mar, em Taltal, sul de Antofagasta, o Observatório Paranal conta com o VLTP, o Very Large Telescope Project, um sistema de quatro telescópios ópticos de 8,2 metros de diâmetro, considerado o mais avançado do mundo.

As visitas guiadas de duas horas, aos sábados, permitem o uso dos telescópios desse observatório de alto nível científico, a 87 km ao leste de La Serena e a 2.200 metros sobre o nível do mar.

cerro_tololo_from_air

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Uma Austrália diferente

Nem só de praias de areia fina, barreiras de corais e animais exóticos se faz turismo na Austrália. Localizado a 250 km do centro de Perth, na costa oeste daquele distante país-continente, o Nambung National Park é dono de um cenário que beira a surrealidade. O visual árido de tons amarelados possui pedras calcárias fincadas sobre dunas de areia e decoradas com conchas marinhas.

71

É ali que se encontra o impressionante Pinnacles Desert, uma sequência de rochas de mais de 3,5 metros de altura que dão origem a uma espécie de barreira de corais a céu aberto.

5_pinnacles

Desconhecido até a década de 60, este atrativo natural do norte da Austrália Ocidental já foi o fundo do mar, há mais de 500 mil anos, e começou a ser moldado pela ação insistente dos ventos e da água de chuvas, o que justifica a curiosa sobreposição de conchas sobre pontiagudas pedras esculpidas. O local, que conta com plataformas elevadas de observação, é considerado um dos cenários mais exclusivos e inusitados de toda a Austrália.

61-1

O tom monocromático da atração pode ser visto durante todo o dia, mas procure visitar a região ao amanhecer ou no final de tarde, quando o sol garante uma tonalidade amarelada única. A região não é das mais amigáveis com viajantes sem automóvel, de modo que pequenas agências de Perth oferecem saídas privativas em carros.

2_dunas

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Viagem exclusiva à Patagônia Chilena

Imagine navegar sobre as geleiras da Patagônia chilena e avistar vários leões marinhos deitados sobre as pedras, ver um pinguim de pertinho, fazer um vôo panorâmico de helicóptero sobre montanhas cobertas de neve… Agora pense em, além de viver estas experiências incríveis, participar do programa “Nomads of the Seas”, uma expedição para poucos e exclusivos viajantes, em que a tripulação é de apenas 28 pessoas.

12e8906-1280x853-1024x682

O programa foi criado pelo banqueiro chileno Andreas Ergas com o objetivo de levar seletos grupos a lugares nunca antes habitados pelo homem. Mas uma experiência tão particular assim tem seu preço. Os hóspedes têm a oportunidade de viajar no Atmosphere, um super barco com aparência de iate, que tem luxuosos quartos, bar, restaurante, sauna e serviços exclusivos como massagem e jacuzzis. Para os passeios, o Nomads tem oito barcos menores como botes e caiaques que levam os passageiros para visitar as ilhas, encostas, corredeiras e até cidades onde o acesso com o Atmosphere é mais difícil.

p1809hu6a9e6r103a1sq41evk5tb6

O percurso da viagem começa na cidade chilena de Puerto Mont (onde os passageiros embarcam no Atmosphere). O itinerário não é fixo e muda conforme o clima, comportamento dos peixes e das marés, entre outros fatores. Já a alimentação é um capítulo à parte. O chef de cozinha é um dos mais respeitados do Chile, que inclusive já trabalhou para o presidente do país. A cada jantar o chef explica como o menu é preparado, com detalhes de ingredientes e sempre oferece as opções de vinhos que mais combinam com os pratos. No cardápio, frutos do mar, peixes e até vitela; no café da manhã, frutas da época, queijo e tudo o que se serve nos melhores hotéis do mundo.

Viajantes dispostos a embarcar nesta aventura precisam desembolsar entre US$ 10 mil a US$ 17 mil, dependendo da acomodação e dos passeios escolhidos.

article-1282750-09c046d4000005dc-548_634x472

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Na noite de Halloween, Drácula é o anfitrião

Existem vários perfis de turistas, desde os que apreciam roteiros mais tradicionais até os que preferem se jogar em aventuras, digamos, inusitadas. Uma promoção promovida pelo Airbnb foi criada pra atrair este segundo perfil de púbico, que busca experiências únicas (e até bizarras) para seu currículo de viajante. O site de hospedagem vai selecionar duas pessoas para passarem a noite no castelo do Drácula!

62168068_in-this-picture-taken-oct-9-2016-bran-castle-lies-on-top-of-cliffs-in-bran-romania-airbnb-h

 O castelo, que fica na Transilvânia, Romênia, receberá os convidados na noite de Halloween, 31 de outubro, e será a primeira vez que alguém vai dormir no local, cujo nome verdadeiro é Castelo de Bran, desde 1948. Os hóspedes vencedores da promoção vão jantar e depois poderão se acomodar em dois caixões, decorados com veludo vermelho, para dormir, assim como Drácula fez no filme de terror de Bram Stoker.

62169283_in-this-picture-taken-oct-9-2016-two-coffins-are-lit-before-a-photo-shoot-in-bran-castle-in

Para participar da promoção, os interessados deveriam usar de toda a sua criatividade para imaginar o que diriam ao Conde Drácula, caso o conhecessem. Os vencedores serão levados para a Romênia. O castelo é uma das principais atrações turísticas do país, com mais de 630 mil visitantes por ano.

Você teria coragem?

62169281_in-this-picture-taken-oct-9-2016-a-candlelight-dinner-is-set-up-before-a-photo-shoot-in-bra

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone