Google+
 

Category Archives: Arquitetura

Antigo hospital e monastério em Tel Aviv é transformado em hotel

jaffa_hotel_tel_aviv_2

Sem modificar a estrutura suntuosa do antigo monastério e hospital localizado em Tel Aviv, Israel, o arquiteto John Pawson, em parceria com Ramy Gill, e uma equipe de especialistas em restauração, transformaram o marco neo-romano do século 19 em um hotel cheio de estilo e história.

jaffa_hotel_tel_aviv_3

Misturando novo e antigo, as superfícies do edifício se mantiveram intocadas, enquanto John adicionou seu toque minimalista ao Jaffa Hotel. Os tetos abobadados com pé direito altíssimo reforçam a arquitetura tradicional do Oriente Médio. As paredes foram raspadas para revelar pinturas e marcas antigas, que ficaram à vista. No mobiliário, clássicos de design assinados por Shiro Kuramata e Pierre Paulin convivem com obras de artistas modernos como Damien Hirst.

jaffa_hotel_tel_aviv_9

O prédio histórico em formato de U ganhou uma nova construção para fazer parte do complexo. No centro, um pátio com muitas árvores forma um oásis perfeito para relaxar. Em todo o décor, esse contraponto da cultura antiga local é combinado com toques contemporâneos.

jaffa_hotel_tel_aviv_7

O hotel conta com 120 quartos, 32 residências de luxo e comodidades como piscina, bar, lounge, spa de luxo, fitness center e dois restaurantes.

jaffa_hotel_tel_aviv_12

 Fonte: Casa Vogue

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Vilarejo de 12 habitantes na Suíça vai virar um hotel

vilarejo-corippo-suica-virar-hotel-910x604

O pequeno vilarejo suíço de Corippo vem lutando há décadas para não desaparecer do mapa. Para evitar que isto aconteça, a comunidade, de apenas 12 habitantes, localizada no cantão (estado) de Ticino, no sul do país, vai se transformar num hotel.

A iniciativa é da Fondazione Corippo, que cuida do patrimônio histórico e arquitetônico da cidade, e pretende transformar o menor vilarejo da suíça num grande resort. Segundo a entidade, o vilarejo-hotel abrirá as portas no próximo verão europeu, em 2019. Para o projeto sair do papel, é preciso um investimento inicial de 2,80 milhões de euros.

D1089_76_102_1200

Corippo existe há mais de 600 anos e suas mais de 60 casas são todas de pedra. Muitas ainda preservam lareiras e piso de madeira originais. A maioria dos imóveis está vazia. A recepção será no restaurante do vilarejo, o lobby ficará na praça, as pequenas ruas serão os corredores e as casas serão os quartos desse hotel

A cidade não tem mercado, escola ou crianças. Fica a apenas 30 minutos de carro da movimentada Locarno, mas a estrada estreita e cheia de curvas não é um caminho escolhido por muita gente. Por estar localizada na fronteira com a Itália, o idioma oficial da região de Ticino é o italiano.

vilarejo-corippo-suica-virar-hotel2-910x606

O conceito, conhecido como albergo diffuso (ou “hotel difuso”), já foi testado em alguns vilarejos italianos. Será a primeira vez que o modelo será adotado na Suíça.

Fonte: Catraca Livre

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Uma casa, vários destinos!

O que você acharia de uma casa flutuante, cuidadosamente projetada para atracar próximo à praia que mais gosta? A H2horizon, empresa francesa especializada em casas itinerantes, tornou esse sonho possível. Pode-se optar por morar, trabalhar ou passar a temporada numa casa planejada que flutua delicadamente no mar, presa a um cais. Dentre os projetos que a empresa oferece em seu site, há desde os bem pequenos – a partir de 40 m² – até casas com cerca de 250 m².

NT-15-06-2014-Casa_Flutuante_01

A mais nova delas trouxe um desenho que se distancia claramente de uma embarcação convencional. Ao contrário, a residência construída em um único pavimento tem muitas semelhanças com uma casa de praia. Mas ao invés de estar em terra firme, ela flutua no meio do mar.

Construída sob uma plataforma flutuante, a casa pode ser facilmente transportada de um lugar para outro, o que dá ao proprietário grande flexibilidade de localização. Imagina poder trocar de praia todo o verão?

NT-15-06-2014-Casa_Flutuante_02

O projeto, que ganhou o nome de H2ouseboat, tem 218 m² divididos em dois quartos, dois banheiros, sala de estar, cozinha com bar e uma volta completa de terraços com deck de madeira. Paredes de vidro permitem total integração visual e uma paisagem deslumbrante do amanhecer ao pôr-do-sol a partir de qualquer dos ambientes.

NT-15-06-2014-Casa_Flutuante_03

Interessado? Saiba que a H2ouseboat pode ser entregue em qualquer lugar, inclusive aqui no litoral brasileiro! O custo de produção da casa é bem variável. Se quiser experimentar a estadia numa casa flutuante antes de planejar a sua própria, basta acessar o site da H2orizon. Ali é possível alugar uma das casas para suas férias e leva-la a qualquer lugar do mundo.

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Hospede-se com Harry Potter!

0ausu6l8yab9q8adq3zvq2mp0

Escolher bem uma hospedagem é um dos pré-requisitos para uma viagem de sucesso. Além de conforto e infraestrutura, alguns lugares podem oferece uma experiência única, como um hotel de Edimburgo, capital da Escócia, no Reino Unido, que tem quartos com uma decoração toda inspirada em Harry Potter!

Os fãs do bruxo mais famoso do cinema vão ficar encantados com as riquezas de detalhes e com as referências contidas em cada cômodo. O local foi elaborado por Yue Gao, um fã de Harry Potter cujas habilidades de design e imaginação contribuíram para que várias características fossem reproduzidas de forma muito similar ao descrito na obra, fazendo uma homenagem ao mundo criado pela escritora J. K. Rowling.

cqyvwf7gpbnpjgtchqde4ql3v

A porta de cada apartamento, por exemplo, tem como tema as cores e os símbolos de cada casa de Hogwarts. Também há uma entrada que simula o portal que fica na parece de tijolos da plataforma 9 ¾.

O quarto principal foi inspirado em um dormitório da casa Grifinória, contando com um dossel, um jogo de cama personalizado e até velas “flutuantes”. Há também um quarto menor que se assemelha a um compartimento do trem mágico, o Hogwarts Express. Todos os detalhes, incluindo móveis e itens de decoração, tem relação com alguma parte da história de Potter.

alan3e7ps4pwvo5idcxnze0qs

Além de visual impressionante, a hospedagem conta com uma cozinha completa, Wi-Fi, videogames, televisões e secador e cabelo. Também é possível relaxar em uma banheira de hidromassagem – os produtos de higiene pessoal são fornecidos pelo local. Vale ressaltar que não é permitido entrar na propriedade com o calçado que andou na rua.

O valor para se hospedar no local custa em média US$ 206 (aproximadamente R$661) por noite. Entretanto, os fãs de Harry Potter estão tornando o lugar disputadíssimo e, ao menos que haja desistências, você só conseguirá reservar pelo menos um dia na hospedagem depois de julho de 2019.

a4e0jtssn3jjsb2kpug1jirvd

Fonte: Ig

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Hospede-se em um ninho no Quênia

hotel-quenia-ninho-01

Os turistas que visitarem o Quênia poderão desfrutar de uma experiência única em um hotel a céu aberto. O Bird Nest Hotel, como foi batizado, é uma hospedagem que fica no meio de um safari africano. O diferencial do alojamento é sua arquitetura: longe de ser um hotel comum, ele tem o formato de um ninho de um pássaro gigante, do tamanho de um dinossauro. Nele, o hóspede tem a oportunidade de ficar no topo do ninho, a uma altura acima das florestas ao redor, observando a visão panorâmica do céu, do topo da mata e dos rios próximos.

hotel-quenia-ninho-02

O novo hotel é um trabalho conjunto do Segera, parque da região da Laikipia, e da Nay Palad, uma empresa que se dedica à criação de objetos e destinos surpreendentes. A dupla de empresas se uniu para criar uma construção única e que fosse concebida como uma “joia pacífica no coração do mundo selvagem”.

hotel-quenia-ninho-05

Além da paisagem deslumbrante, o Bird Nest oferece uma experiência única para o visitante. Após um dia de safari, o hóspede chega ao ninho de pássaros no final da tarde para contemplar o pôr-do-sol, enquanto bebe champanhe e janta uma refeição no estilo tupiniquim.

hotel-quenia-ninho-04

Quando os raios solares cessam, pode optar por dormir no topo do hotel, olhando para o céu e para as árvores ao redor, ou adentrar na construção e curtir o quarto em luxuosos e confortáveis lençóis. Pela manhã, um café da manhã é servido e, para quem tiver sorte, elefantes e girafas podem ser observados na vizinhança. Embora tenha capacidade para um casal, uma família inteira pode se hospedar neste hotel, caso esteja disposta a se dividir entre o ninho superior e o quarto inferior. Os preços variam conforme o período de estadia, mas se iniciam em US $ 1.150 por noite, cerca de R$3.700.

hotel-quenia-ninho-03

Fonte: Casa Vogue

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A mais “instagramável”

O inverno no hemisfério norte está no auge e muita neve cobre as cidades neste momento, as deixando ainda mais fotogênicas. Para quem quer postar belas fotos no Instagram, a empresa Focus Clinic fez uma pesquisa para descobrir as cidades mais postadas no Instagram e descobriu que a Berna, capital da Suíça, é a mais “instagramável”.

cidades-mais-instagramaveis-do-mundo-no-inverno-01

Para computar as imagens, a empresa contou o número de vezes que a hashtag com o nome de cidades invernais foram postados. #bern foi postado 1.082.440 vezes, seguido de #Aspen, com 935.040 vezes.

Além de ser a capital suíça, a cidade também é o Patrimônio Mundial da UNESCO. Você deve estar se perguntando o que esse destino tem de tão especial. E a resposta é uma arquitetura planejada e que conta uma história, que começou a ser escrita em 1191, quando a cidade começou a ser erguida.

cidades-mais-instagramaveis-do-mundo-no-inverno-02

Por suas ruas, há espaços obrigatórios para o turista tirar foto, como a Torre do Relógio, a Torre Prisional (Käfigturm), a catedral (Münster) e as fontes escultóricas do Renascimento. Há experiências turísticas bastante procuradas como dormir em um iglu, visitar o palácio de gelo de Schwarzsee ou patinar no lago da montanha de Schwarzsee, que congela durante o inverno. Um deslumbre!

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Novo hotel de luxo em Nova York

O grupo Aman Resorts acaba de anunciar uma nova propriedade, o Aman Nova York. O complexo vai ocupar o Crown Building, ícone arquitetônico da cidade. O edifício, construído em 1921, tem localização privilegiada: a esquina da 57th Street e 5ª Avenida. O projeto está nas mãos do arquiteto Jean-Michel Gathy, da Denniston, que já é familiarizado com outras propriedades do grupo – o Amanyara Turks & Caicos e o Aman de Veneza também são de sua autoria.

Aman-New-York-_div

A unidade de Nova York será um mix de hotel e residência: são 83 suítes dedicadas a hóspedes (todas com mais de 70 metros quadrados, o que é uma enormidade para os padrões da ilha), 19 apartamentos e uma cobertura de cinco andares com vista para o Central Park.

O spa, exclusivo para os moradores, hóspedes e membros do Aman Club, terá piscina coberta, sauna, salas de tratamento e um terraço com cabana, camas e lareira. No décimo andar ficará o Garden Terrace, bar panorâmico aberto o ano inteiro para jantares e drinques – além do piano bar no lobby. Um dos dois restaurantes será o Nama, novo conceito de culinária japonesa do grupo hoteleiro. Haverá ainda espaços abertos ao público, como a Wine Library, para degustações privadas de vinho e eventos fechados, e o Jazz Club, no subterrâneo do prédio. A entrega do Aman Nova York está prevista para 2020.

Fonte: Forbes

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Ladurée em endereço suíço

laduree1

A confeitaria de luxo Ladurée foi fundada em Paris em 1862 e hoje é sinônimo de macarons – os quais a marca francesa vende 15 mil unidades por dia. Agora, ela inclui cinco segmentos de produtos, que vão desde os famosos doces e chocolates, até itens de beleza e banho.

laduree5

Recentemente, a designer parisiense India Mahdavi comandou a criação de um espaço da Ladurée dentro do hotel Four Seasons, no Quai des Bergues, um dos mais prestigiados endereços de Genebra e que remete na história a 1834.

laduree

Genebra é o lugar perfeito na Europa para desfrutar da elegância e do luxo. A Ladurée já estava presente em certos pontos de venda, mas com a abertura do novo espaço no Four Seasons, os fãs da marca e turistas terão um ponto muito especial para saborear os deliciosos macarons e conhecer todos os produtos da grife.

Ladurée1

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Novas áreas verdes nas grandes cidades

Depois da criação do High Line Park, parque público em Nova York construído sobre trilhos antigos a dez metros do chão, projetos deste tipo vêm surgindo em várias cidades do mundo. Muitas metrópoles estão investindo na ideia, tanto para resgatar um pouco da natureza perdida na urbanização, quanto para oferecer à população um espaço agradável e familiar, com uma vista.

O High Line Park, em Nova York

O High Line Park, em Nova York

Enquanto alguns destes projetos seguem à risca o plano do High Line de reutilizar as linhas ferroviárias abandonadas, muitos estão simplesmente plantando árvores e caminhos bucólicos por onde podem.

01_sanfran

São Francisco, Califórnia

Em São Francisco, na Califórnia, o mais novo parque estará no topo do centro financeiro, bem no meio das vias de trânsito. Já Seul, na Coréia do Sul, está transformando um viaduto feio em um exuberante jardim, que cortará a cidade.

02_seoul

Seul, Coréia do Sul

Londres também está seguindo a tendência e está projetando um jardim sobre uma ponte. Enquanto isso, a mais bela vista de Manhattan agora pode ser encontrada em Governors Island, onde paisagistas ergueram quatro montanhas artificiais.

01_london

Londres, Inglaterra

01_manhattan

Manhattan, Nova York

Que tal esta nova tendência verde das grandes cidades?

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O extravagante Dorsia Hotel

Este hotel na Suíça quer enganar seus hóspedes. O objetivo do Dorsia Hotel, em Gotemburgo, ao que tudo indica, é fazer com que as pessoas pensem que estão no século errado, na casa de uma senhora muito excêntrica. A decoração é uma mistura selvagem de tons de rosa e roxo, com elementos marcantes, que vão desde cabeceiras de veludo até mosaicos de azulejo, que ocupam todas as paredes dos banheiros. Porções generosas de estampas de flores e artes da época vitoriana aumentam a sensação de glamour decadente.

11667787

Aqui, cachecóis de pele falsa pretos e vermelhos são usados como roupa de cama; as mesas têm o formato da parte inferior dos avestruzes; e chapéus também servem como abajures. A extravagância acontece até nos elevadores, onde a trilha sonora é escolhida de acordo com os passageiros.

dorsia-hotel-style-architecture-classic-interior-design-style-sweden-pink-purple

Dorsia_Lola_Akerstrom1

No restaurante, o menu é dar água na boca, para dizer o mínimo. Os funcionários foram escolhidos a dedo para garantir o mais alto padrão e a comida certamente faz jus às expectativas dos hóspedes ávidos por sabores marcantes. Há também uma extensa adega de vinhos e cada bebida é cuidadosamente selecionada pelo sommelier. Já o gim é a especialidade da casa.

dorsia-hotel-restaurant

Com uma localização central para explorar a cidade, os hóspedes estão perto de todas as atrações de Gotemburgo. Recomendamos também passeios de barco ao longo da costa próxima deslumbrante.

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone