Google+
 

Arte submersa na Europa

Um museu submerso com esculturas instaladas a até 14 metros de profundidade foi inaugurado recentemente em Lanzarote, a mais oriental das ilhas do arquipélago das Canárias – e também o último refúgio do escritor português José Saramago. O Museo Atlántico, primeiro desta espécie a ser criado na Europa, é a mais nova empreitada de Jason de Caires Taylor, escultor, ambientalista e fotógrafo criado entre a Europa e a Ásia que começou a ganhar notoriedade ao unir arte e conservação ambiental em instalações que se transformam em recifes para milhares de espécies marinhas.

lazer-museu-submerso-14

Com 300 trabalhos que compõem 12 instalações, o Museo Atlántico foi inaugurado em 10 de janeiro de 2017 e é a primeira obra do artista inglês a contar com construções arquitetônicas em escala real. É o caso do muro que faz parte da obra “Crossing the Rubicon”, com 30 metros de extensão, 4 metros de altura e 100 toneladas, cercado por 35 esculturas que representam seres humanos caminhando.

lazer-museu-submerso-12

Segundo o autor, a ideia é lembrar quão irrelevantes são as noções de território no universo natural. Os trabalhos foram instalados em profundidades que variam de 5 a 14 metros, alguns deles possíveis de serem observados em um mergulho livre com snorkel. Para ver as obras mais profundas é preciso mergulhar acompanhado de um guia.

Fonte: Casa Vogue

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>