Google+
 

Nova York sem custo

O dólar segue em alta e bancar uma viagem internacional mais diversos passeios no destino pode não caber no orçamento. Nova York, por exemplo, é um local muito procurado por brasileiros e conta com atrações como as peças na Broadway, museus e muitas atrações. Mas também é possível conhecer pontos turísticos e viver a história da cidade sem gastar um dólar sequer. o portal iG Turismo separou quatro lugares para conhecer em Nova York sem precisar colocar a mão no bolso.

E antes de partir para a lista, uma observação. Sim, caminhada pela Times Square e um piquenique no Central Park também são sugestões gratuitas e que precisam fazer parte do roteiro de viagem, mas dá para ir bem além disso. Veja as dicas:

1. Passeios a pé guiados – Existem diversos passeios gratuitos pela cidade. Faça uma busca no site Vimbly e por lá você vai achar opções para conhecer bairros da cidade como Soho , Little Italy e Chinatown, ou então tours temáticos, como os gastronômicos ou por algum lugar específico, como a Grand Central Station. Ao final do tour, o guia pede para as pessoas deixarem a quantia que quiserem, mas isso é opcional.

6eqf9qozrrvzqkndcw4dlrlb5

2. Tour por cervejarias – Que tal ver de perto como cervejas são feitas e até beber sem pagar? A Chelsea Brewing Company é uma microcervejaria que além de ter um tour grátis, oferece um copo por conta da casa! A famosa Brooklyn Brewery também tem tour gratuitos aos finais de semana.

3. Gospel no Harlem – Não é uma atividade turística e, sim, um culto religioso, então respeite as regras das igrejas no bairro do Harlem e participe dessa linda imersão cultural! Os famosos corais atraem turistas de todos os cantos. Independente de sua crença, vale a experiência.

f4hgqhyzn6cpf8v69k0movmq8

4. Museus – Alguns museus têm dias com a entrada gratuita em suas programações. O Moma (The Museum of Modern Art) é grátis às sextas-feiras, das 16h às 20h, por exemplo. Além disso, o que poucas pessoas sabem é que o MET (The Metropolitan Museum of Art) e American Museum of Natural History, cenário dos filmes “Uma Noite no Museu” gravados em Nova York, tem um valor de entrada que é apenas sugerido, você pode entrar sem pagar nada ou o quanto quiser.

7iee3k9gm5hmcpfrbpn2kfucp

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Hospedagem com Rafael Nadal

O tenista espanhol Rafael Nadal, hóspede habitué do quatro estrelas Monte-Carlo Bay Hotel & Resort, em Mônaco – propriedade oficial do campeonato Rolex Monte-Carlo Masters -, acaba de inaugurar, na presença do Príncipe Alberto II, uma suíte inspirada em sua trajetória profissional.

A decoração discreta do quarto, que tem 92 m² e vista para o mar Mediterrâneo, traz itens originais da carreira do atleta, como raquetes, camiseta e tênis, além de fotos que relembram suas dez vitórias nas quadras do Principado. Para aqueles que são fãs e desejam viver a experiência, os preços das diárias vão de € 1.590 (o equivalente a R$ 6.670) na baixa temporada a € 2.800 (R$ 11.746 mil) a partir da metade de junho até o fim de agosto.

discovering-rafael-nadal-s-suite-in-monte-carlo-1

O hotel, ideal para as temporadas mais quentes, tem ampla piscina com vista para o mar e acomodações arejadas. Nas áreas de uso comum ficam o Cinq Mondes Spa, focado em tratamentos relaxantes e para rejuvenescimento da pele, e três restaurantes de culinária contemporânea, com mistura de ingredientes da terra e do mar.

“Rafael Nadal é um hóspede prestigiado e particularmente querido e aguardado pelo hotel. Ele engloba todos os valores nos quais acreditamos: a busca da superação, a humildade e a simplicidade. Nós, portanto, queremos mostrar nosso respeito e homenageá-lo dando seu nome à suíte. Ele modestamente aceitou, e só podemos agradecê-lo por isso”, disse Frédéric Darnet, gerente geral do hotel.

Suite-Rafael-Nadal-vue-cr®dit-SBM-G-1024x678

Fonte: Forbes

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Títulos exóticos nesta livraria em Berlim

Se você tiver planos de escapar para Berlim esse ano e adorar livros e revistas raras, a livraria Do You Read Me?! é um programa obrigatório no seu roteiro.

581115_416423268392073_1580207542_n

Localizada na rua Auguststrasse, no bairro de Mitte, a livraria oferece uma seleção de revistas independentes – e interessantes –  do países nórdicos da Europa, Ásia e EUA, além de edições raras de publicações conhecidas e uma série de livros para profissionais criativos, com títulos de design, arquitetura, moda, fotografia, comportamento, música e literatura.

1558401_795658470468549_44824368991054424_n

O passeio por essa rua é muito interessante, pois a livraria é rodeada de galerias de arte contemporânea, onde é possível ver alguns dos artistas mais interessantes do momento e ainda descobrir muitas novidades que enriquecem a viagem e fazem viajar além do roteiro.

14642036_1310776182290106_8908932963941814455_n

É um passeio daqueles para passar uma manhã inteira, sentar e ler com calma, um lugar com pessoas interessantes que se unem com o mesmo objetivo: ler, se inspirar e se apaixonar. O staff sabe tudo sobre os produtos que vendem e o convite é para curtir o espaço, como uma livraria de antigamente, mas com um conteúdo para pensar no futuro.

28, Auguststrasse
Mitte, Berlim

Fonte: Casa Vogue

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Passeios sofisticados ao sul do Saara

lazer_passeios_journey_beyond01

Nem todo viajante de luxo passa o verão nas ilhas gregas. Muita gente prefere desbravar roteiros pouco conhecidos e, por isso mesmo, mais exclusivos. Mirando esse público, o empresário Philip Lategan fundou a Journey Beyond, uma operadora de turismo especializada em passeios na África Subsaariana.

lazer_passeios_journey_beyond02

A operadora com sede em Johanesburgo tem os chamados travel designers. Especialistas em turismo na região, os profissionais testam os passeios, hospedam-se nos hotéis e selecionam os guias. Eles ajudam a criar os roteiros – tão personalizados que cada cliente ganha uma apostila diferente no aeroporto, explicando o seu itinerário, com mapas, dicas de restaurantes e indicações sobre gorjetas.

lazer_passeios_journey_beyond11

O carro-chefe da agência são as visitas à natureza. As atividades vão desde os tradicionais safáris fotográficos na reserva de vida selvagem do Serengeti até canoagem nas proximidades das cataratas de Victoria, no Zimbábue. Quem tem menos energia pode percorrer o rio Zambezi em um cruzeiro.

lazer_passeios_journey_beyond16

Mas não faltam roteiros inusitados. É possível conhecer, por exemplo, a cena vibrante de bares e restaurantes em Maputo, capital de Moçambique. Ou conhecer as ilhas Mnemba, também no país, com seus mares cor de turquesa. Outra opção é mergulhar entre os tubarões brancos em Cape Town, na África do Sul.

lazer_passeios_journey_beyond09

A operadora ainda cria passeios para países como Botswana, Namíbia, Zâmbia, Madagascar, Malawi, Tanzânia, Quênia e Uganda. O mundo, é bom lembrar, tem muitos países interessantes ao sul do Equador.

lazer_passeios_journey_beyond15

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

5 programas em Estocolmo

Estocolmo, a maior cidade da Escandinávia, e também uma das mais bonitas, é referência quando se fala em qualidade de vida, gastronomia e turismo. A Suécia como um todo é conhecida por sua alta expectativa de vida, baixíssimo índice de violência e paisagens impressionantes, o que fazem desse país e de sua capital um destino obrigatório para os amantes de viagens.

A terra dos Vikings tem uma população receptiva, apesar de reservada. A comunicação não será um problema, pois praticamente todos os suecos falam inglês (o sistema educacional da Suécia é um dos melhores do mundo, e o país tem uma porcentagem de falantes de inglês maior que a do Canadá).

1. Caminhar pela Gamla Stan: Localizada em uma das muitas ilhas que compõem a cidade, Gamla Stan (cidade antiga, em sueco) é a parte histórica do centro de Estocolmo. Parada obrigatória para os visitantes, lá há vários cafés (a Suécia é um dos países onde mais se consome café), museus, incluindo o Museu Nobel, lojas de artesanato e restaurantes. Sem contar com as construções de estilo medieval de tirar o fôlego. Suas ruas principais são a Västerlånggatan e a Österlånggatan, e o cartão postal da cidade é a Praça Stortorget.

1

2. Andar de metrô: Ao contrário de muitas cidades, onde as pessoas utilizam o metrô apenas para se locomoverem, em Estocolmo ele é um espetáculo a parte. O viajante que vai de uma atração da cidade a outra por esse sistema de transporte tem a sensação de estar em um museu subterrâneo, onde se paga apenas a passagem e se tem direito a uma infinidade de obras impressionantes. 90% de todas as estações de metrô da cidade são decoradas com pinturas, esculturas e outras formas de arte de vários artistas.

2

3. Experimentar o autêntico Kanelbulle sueco em um Fika com amigos: Sim, parece apenas um bolinho de canela, e é isso que ele é. Mas provavelmente vai ser o melhor bolinho de canela da sua vida. A culinária nórdica tem a característica de proporcionar sabores fortes e pronunciados. Se um padeiro sueco vai fazer bolinho de canela, ele vai fazer com muita, mas muita canela mesmo, pois ela é a estrela da receita.

Outro ingrediente muito comum na confeitaria sueca é o cardamomo, que também tem seu bolinho especial. Já o “Fika” é a tradição sueca de tirar uma pausa no trabalho ou estudo para um café, geralmente acompanhado de um Kanelbulle. Os suecos são tão aficionados por essa iguaria que instauraram o kanelbullesdag (dia do bolinho de canela), todo 4 de outubro.

3

4. Visitar o museu do Navio Vasa:  Em 1628, o navio de guerra Vasa foi lançado ao mar. Infelizmente, esse navio não chegou nem perto de completar sua jornada. Ele afundou logo depois de ser lançado. Nos anos 60, foi retirado do fundo do mar e restaurado. Hoje, é possível ver esse imenso navio no Vasamuseet, localizado em uma das ilhas de Estocolmo, não muito longe do centro. Vale a pena visitá-lo e se sentir um pouquinho no século 17, quando ele foi construído.

4

5. Passar um dia em Sigtuna: Localizada fora de Estocolmo e, na verdade, uma cidade independente, Sigtuna é a cidade mais antiga da Suécia. (Sim, o título do post é “5 coisas para se fazer em Estocolmo”, mas essa cidadezinha é tão linda e tão perto que espero que quando forem lá, vão perdoar o deslize). Lá pode-se visitar igrejas, ruínas, e é possível banhar-se no lago Mälaren. A cidade também abriga restaurantes e barraquinhas de frutas típicas.

5

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Uruguai para curtir no frio

O interesse dos brasileiros pelo Uruguai cresceu significativamente nos últimos anos. O Ministério do Turismo uruguaio afirmou que, contando os quatro primeiros meses do ano passado, o número de viajantes brasileiros cresceu 35% em relação a 2016. Em janeiro de 2015, o Ministério do Turismo brasileiro já havia percebido um crescimento de 20% de turistas do Brasil no Uruguai em relação ao mesmo mês de 2014.

Em Montevidéu, destino de quase todos os turistas que desembarcam no Uruguai, os pontos turísticos já estão na ponta da língua: a rambla, a Ciudad Vieja, o Teatro Solís e o Café Brasileiro. No entanto, a temporada de inverno uruguaia oferece outras alternativas para quem quer curtir o frio intenso do sul. Veja as dicas a seguir:

Colônia del Sacramento

iStock-525803738

Colônia del Sacramento é uma das referências mais importantes do Uruguai, recebendo milhares de visitantes durante o ano. A uma hora de Buenos Aires de barco e a duas horas de Montevidéu de ônibus, a cidade é um remanso onde o visitante se encontra com a cultura, a história e os costumes de um destino inevitável às margens do Rio da Prata.

O encanto da cidade está vinculado à particularidade da sua história. Uma visita guiada pelo Casco Histórico de Colônia del Sacramento permite submergir na história e se aproximar de um rico legado cultural da vila. Museus, teatros, arte, artesanato e uma boa gastronomia complementam um vasto repertório oferecido ao visitante. Além disso, a cidade tem uma grande oferta hoteleira, com opções que vão desde cadeias de hotéis internacionais até típicas pousadas alojadas em antigas casas coloniais, assim como uma grande variedade de restaurantes.

Uma das melhores atrações de Colônia, curiosamente, é o entardecer. A vista do sol se pondo do farol da cidade é um espetáculo que reúne todos os turistas em um único ponto da cidade no final do dia. Outros pontos importantes são a Calle de los Suspiros e o porto. No bairro histórico, existem ainda monumentos de séculos que permanecem erguidas, como o Portón de Campo, a Iglesia Matriz e a Plaza Manuel Lobo.

Garzón e seus arredores

laguna-garzon-uruguai-05-810x456

A partir da inauguração da ponte circular sobre a laguna Garzón, a distância entre dois dos principais destinos turísticos uruguaios –Maldonado e Rocha– diminuiu significativamente. A obra, projetada pelo arquiteto Rafael Viñoly, foi destacada pelo diário americano “New York Times,” que incluiu o pequeno povoado de Garzón na seleta lista dos melhores lugares para se conhecer em 2016. Entre os argumentos do jornal estavam as vinícolas que se estendem ao lado de belas praias, os pomares de oliva e amendoeiras e a própria ponte – uma obra singular de engenharia.

Grutas del Palacio

Grutas_del_Palacio_Flores_Uruguay_snap

Localizado no departamento de Flores, o Geoparque Grutas del Palacio é um destino amplamente recomendável para quem busca experiências diferentes e está interessado em áreas temáticas como a geologia, a paleontologia e a arqueologia. Entrar em antigas cavernas, contemplar as pinturas rupestres, percorrer belas paisagens de colinas e montanhas, disfrutar de grandes lagos e rios e admirar uma falha geológica de mais de um quilômetro de extensão são só algumas das experiências que esse destino no centro-sul do Uruguai oferece.

O Geoparque Grutas del Palacio abarca uma superfície total de 3.641 km² e está a apenas duas horas de Montevidéu. É um dos únicos geoparques existentes na América do Sul e, por isso, conta com o reconhecimento da UNESCO, braço da ONU para a cultura. Suas formações geológicas têm diferentes idades, que vão desde 2,5 milhões de anos até hoje. Entre os lugares mais visitados estão a Reserva Rodolfo Tálice, o Cerro de Ojosmin e o Mar de Piedras.

Fonte: Catraca Livre

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Stranger Things na Universal Studios

Prepare os waffles e a fantasia de Eleven. A Universal Studios acaba de anunciar uma parceria exclusiva com a Netflix para trazer o universo de Stranger Things para os parques da Universal Studios Hollywood, Universal Orlando Resort e Universal Studios Singapore, durante os eventos do Halloween Horror Night, que acontecem em setembro deste ano.

universalstudioscerto

Os fãs terão a chance de conhecer alguns cenários icônicos da primeira temporada como o Laboratório Nacional de Hawkings, a casa do Will, além do sombrio Mundo Invertido que poderão ser acessados por labirintos nos parques de Orlando, Califórnia e Cingapura. Os criadores e diretores executivos da série auxiliarão na produção dos cenários para que eles fiquem o mais perto possível da realidade. O personagem Demogorgon também dará as caras por lá perseguindo e assustando os visitantes que estiverem nos labirintos.

O Halloween Horror Night, promovido pela Universal Studios há mais de 25 anos, tem previsão para ocorrer a partir do dia 14 de setembro de 2018 no parques de Orlando e Hollywood, e em 28 de setembro, em Cingapura. Mais informações sobre o evento serão divulgadas em breve no site oficial da Universal.

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Museu da espionagem

Já imaginou ser um agente secreto por um dia? Pois em Nova York foi inaugurado recentemente um novo museu dedicado a espionagem: o Spyscape. Revelado no ano passado, o projeto é do premiado arquiteto britânico David Adjaye, mesmo autor do Museu Nacional de História e Cultura Afro-Americana, e fica a apenas dois quarteirões do MoMA.

spyscape-museu-espionagem-nova-york20180220_0008

São 5.574 metros quadrados, na West 55th Street, no centro de Manhattan, com diversas atividades multissensoriais marcados por ambientes com atmosfera misteriosa e sombria. Para conceber os interiores, a equipe de Adjaye consultou agências que prestam serviços de inteligência e hackers para resultar em uma experiência mais realista.

spyscape-museu-espionagem-nova-york20180220_0006

O espaço contempla uma série de pavilhões, com sete temáticas de espionagem, e muita interatividade. Há salas de interrogatório que te desafiam a passar pelo detector de mentiras, momentos em que será necessário decifrar códigos, testes de agilidade e até um túnel protegido por lasers – que você precisará passar sem encostar!

spyscape-museu-espionagem-nova-york20180220_0005

Uma pulseira de monitoramento é dada aos visitantes logo na entrada, analisando a performance como espião a cada etapa percorrida. Um café e uma livraria, com mais de 1000 títulos raros dedicados ao tema também fazer parte do novo museu. A entrada por lá custa 39 dólares para adultos e 32 dólares para crianças.

spyscape-museu-espionagem-nova-york20180220_0003

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Praias vistas de cima

O fotógrafo alemão Bernhard Lang ficou conhecido por seus registros aéreos de praias na Toscana. O resultado se destacou, essencialmente, pela simetria dos guarda-sóis alinhados milimetricamente na praia da cidade de Viareggio, no norte da Toscana. O curioso é que a costa da Toscana inteira é organizada dessa forma – o que chega a ser um total desconforto pra quem é brasileiro.

Pra se ter ideia, é preciso pagar para entrar na praia (de 20 a 60 euros, dependendo da praia) só para ter a manutenção das praias impecavelmente limpas. Até aí, parece perfeito, certo? Mas nem pense em mover a sua cadeira centímetros fora do lugar, senão vai tomar bronca do guardião daquele metro quadrado reservado ao seu guarda-sol.

vista-aerea-Toscana

O projeto, intitulado “Versilia”, encontra-se no site do fotógrafo, com outras imagens – algumas mais aproximadas – das praias que foram capturadas enquanto Bernhard sobrevoava o local de helicóptero.

Bernhard sobrevoou também uma praia em Miami Beach, e apesar do local não ser tão neuroticamente alinhado como a Toscana, de longe a praia pareceu mais organizada com o que estamos acostumados a ver por aqui.

Miami-Beach

Pra quem nunca se interessou em ver a nossa baguncinha praiana de cima, o paulista Cassio Vasconcellos também ficou famoso por registrar as vistas aéreas das praias brasileiras.

Alguns podem chamar de formigueiro e outros podem achar extremamente desconfortável, mas algumas pessoas acreditam que a nossa “bagunça organizada” é esteticamente até mais bonita.

cassio-vasconcellos-praias

Fonte: Petiscos

 

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Luxo para os amantes de esqui

Nenhum lugar nos Estados Unidos atrai mais esquiadores do que Vail, no Colorado. E há boas razões para isso: de seu imenso tamanho e quantidade de espaço disponível para a prática do esporte a uma escola de esqui, possibilidades de compras, restaurantes, atividades diversas e vida noturna. O local tem tudo que um esquiador ávido – ou não – poderia querer, e tudo em um mesmo lugar, sem a necessidade de carro.

Outro aspecto que faz com que Vail se destaque diante de outras estações de esqui é a hospedagem, especialmente as mais caras. Não é por acaso que a parte mais difícil do planejamento da viagem é decidir onde ficar. No entanto, nenhum outro resort dos EUA pode competir com o nível de luxo que o The Sebastian oferece.

The-Sebastian-Vail-1-1

O local faz parte da Preferred Hotels & Resorts, que opera propriedades de esqui, praia e golfe do Caribe ao Havaí. O Sebastian é uma combinação de residências e hotel que tem sido popular nos últimos anos, já que seus administradores acharam mais rentável vender os quartos e depois operá-los dividindo a receita com os proprietários. Como resultado, os hóspedes têm a opção de quartos de hotel tradicionais recentemente renovados, suítes de estilo executivo com vários quartos e suítes residenciais que oferecem de um a três dormitórios, que são basicamente apartamentos com cozinhas gourmet e, nas unidades maiores, lareiras.

Toda a propriedade tem um aspecto residencial e um alto nível de design de interiores, desde o estilo da sala de estar do lobby, com lareiras de dois lados, até a livraria e a vasta coleção de arte e esculturas que decoram o hotel interna e externamente. A variedade incomum de opções de hospedagem tornam o Sebastian adequado para todos os públicos, de casais a grandes famílias.

The-Sebastian-Vail-2

O apelo familiar é algo importante por lá, além de ser um elemento fundamental da propaganda, já que o resort oferece recursos incríveis dedicados a crianças, desde atividades supervisionadas, como artesanato, até uma alternativa de acampamento, no verão e no inverno. Uma grande sala chamada “Tykes Room” foi equipada para entreter crianças menores de 4 anos, enquanto uma sala de jogos equipada com videogames antigos e modernos, mesa de bilhar, pebolim e jogos de tabuleiro fazem a alegria da garotada. O bar Frost serve opções de chocolate quente gourmet para os pequenos. O Sebastian também oferece noites de filmes, com doces e pipoca, noites de jogos (o mini hóspede pode escolher se prefere um Xbox360 ou Playstation 3 com quatro jogos instalados no quarto) e kits para a família fazer um boneco de neve.

Para os adultos, os destaques do resort incluem uma das melhores piscinas e jacuzzis em Vail, com deck privado com piscina aquecida e cinco banheiras de hidromassagem, aliviando a lotação que as pessoas encontram até mesmo nos hotéis mais luxuosos. O Sebastian também oferece uma academia moderna e bem equipada e um spa. O Leonora, o restaurante principal, trabalha com uma combinação estranha, mas apetitosa, de pratos alpinos europeus, cozinha espanhola e especialidades das Montanhas Rochosas, com foco em ingredientes locais e orgânicos e uma impressionante seleção de vinhos.

The-Sebastian-Vail-5

O bar Frost combina a sofisticada mixologia de drinques com uma excelente coleção de scotch e uísque, lanches de alta qualidade, charcutaria e pizzas preparadas em fornos de tijolo, além de um sistema único de armazenamento de coquetéis.

Existem alguns pontos negativos no resort, sendo que o principal deles é a equipe da recepção. O check in e o check out são lentos e a atenção recebida está muito aquém dos demais hotéis de luxo na região, como Four Seasons e Arrabelle. O tempo de espera por uma xícara de café pode ser longo, e o deck da piscina, embora maravilhoso, não possui tantos funcionários quanto a maioria de seus concorrentes. Como os hotéis em Vail são um pouco afastados, tornou-se normal que eles ofereçam carros sob demanda para o transporte na cidade, mas a disponibilidade parece escassa no Sebastian.

The-Sebastian-Vail-4-1

Por outro lado, apesar de o Sebastian ser caro, ele ainda custa – quase sempre – menos do que seus pares – entre US$ 150 e US$ 200 a menos por noite. O resort ainda é uma excelente escolha para férias de esqui em Vail, especialmente para famílias, que são o ponto forte da propriedade, mas a qualidade da comida, bebidas, spa e instalações também tornam o Sebastian uma fuga romântica para os casais.

Fonte: Forbes

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone