Google+
 

Hotel com personal shopping

Na era da alta velocidade e marketing de experiência, inovação e parcerias possibilitam que hotéis tragam propostas que vão muito além de um bom serviço de hospedagem. O Hotel Café Royal, localizado no Picadilly Circus, em Londres, tem um serviço recém lançado: trata-se de um canal de compras personalizadas, em parceria com o matchesfashion.com, que busca atender os visitantes que precisam de peças de qualidade para eventos e reuniões importantes no mesmo dia.

colunas-jorge-grimberg-3-8-05

Os hospedes terão acesso a uma exposição de produtos – uma espécie de showroom para homens e mulheres – separados em três ambientes pelas categorias esporte, formal e festa. O bacana desse serviço é a colaboração. O Matchesfashion.com é um dos maiores curadores de luxo do hotel e a loja especial foi desenhada sob medida para o perfil dos hospedes. Esse serviço foi chamado de Fashion Now e promete entregar as encomendas por um stylist em até 90 minutos no quarto do cliente. O stylist irá auxiliar na produção de moda e também em eventuais alterações que precisem ser realizadas nas peças.

colunas-jorge-grimberg-3-8-03

Os brasileiros que gostam de realizar suas compras mesmo antes de sair de casa poderão escolher peças no e-commerce e encontrá-las no quarto quando chegarem à capital inglesa. “Uma viagem pode ser repleta de surpresas – pode ser uma bagagem perdida ou simplesmente o desejo de adquirir algo novo. Em uma era de luxo experiencial, nosso objetivo é oferecer um nível excepcional de serviço para nossos clientes e o ‘Fashion Now’ oferece aos residentes o luxo de fazer uma viagem de compras sem ter que pisar fora do hotel “, explicou Francois Xavier Schoeffer, gerente do Hotel Café Royal.

colunas-jorge-grimberg-3-8-02

Fonte: Casa Vogue

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Paisagem exótica no Líbano

gcom_caverna_libano_07

As cachoeiras são destinos adorados por 10 entre 10 pessoas que gostam de passar um tempo em meio à natureza. Tais fenômenos naturais fascinam o ser humano pela beleza das quedas d’água e pela propriedade de relaxamento que eles têm. Imagine, então, deparar-se com uma catarata que atravessa três cavernas de calcário antes de se juntar a um belo lago translúcido? O que pode parecer um cenário fantasioso criado por computação gráfica para filmes de Hollywood, na verdade é bem real e fica em Tannourine, no Líbano.

gcom_caverna_libano_01

A cachoeira do Cânion de Baatara forma-se na primavera, época do degelo do monte Líbano. Com o passar de milhões de anos, a ação fluvial acabou escavando tal estrutura geológica, também conhecida como Abismo das Três Pontes. A cascata de 250 m de altura deságua em um abismo de calcário de cerca de 160 milhões de anos.

gcom_caverna_libano_03

Apesar de ser um espetáculo natural difícil de resistir, é desaconselhado por guias locais que turistas caminhem sobre as pontes formadas. Além de apresentarem superfície escorregadia, o tráfego de pessoas pode acabar ocasionando a destruição das formações rochosas.

 

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Gastronomia em novo hotel de Paris

Qualquer pessoa que já tenha admirado as vitrines no empório gastronômico FAUCHON, em Paris, conhece a qualidade do queijo, dos embutidos, da pastelaria, do caviar, do foie gras e de outros sofisticados produtos oferecidos pelo estabelecimento.

A partir de julho, degustar essas especialidades será ainda mais fácil – o FAUCHON L’hotel Paris, integrante da Leading Hotels of the World, será aberto na Place de la Madeleine, ao lado da famosa loja. Tudo o que os hóspedes terão de fazer é abrir um armário especialmente desenhado nos quartos e experimentar a seleção de produtos servida gratuitamente pelo hotel.

1-rep-forbes

A comida também serviu de inspiração para o design dos quartos, que terão áreas expandidas para fazer as refeições preparadas por chefs particulares. Haverá, ainda, um restaurante, o Café Fauchon, com capacidade para 150 lugares.

Os 60 quartos, dos quais 20 são suítes, têm estilo contemporâneo, com vista para a Place de la Madeleine ou para o Boulevard Malesherbes. A construção geral do hotel, uma combinação de dois prédios históricos de Haussman que eram casa da boutique Baccarat, está sendo supervisionada pelo arquiteto Richard Martinet, que foi responsável pela criação ou renovação de quatro outros hotéis de Paris – Peninsula Paris, Hotel Shangri-La Paris, Hotel de Crillon e George V. O custo reportado é de € 40 milhões.

2-rep-forbes

Além de sua estrutura física e de sua localização perto da Opera, da Place de la Concorde e das boutiques da rua Saint-Honoré, o hotel pretende se diferenciar de outros estabelecimentos de luxo da capital francesa ao oferecer experiências pessoais pela cidade, que ainda estão sendo definidas. E, na volta, os hóspedes poderão se deliciar com um pouco de foie gras ou um macaroon direto do armário de seu próprio quarto.

Fonte: Forbes

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Já imaginou viajar para a Mongólia?

Para viajantes aventureiros, não há nada que chame mais a atenção do que um destino pouco explorado pelos turistas. Para essas pessoas, a Mongólia, país na porção central da Ásia, pode ser o local perfeito para alguns dias de férias. Com belezas naturais como o deserto de Gobi e festivais que celebram a cultura local, como o Naadam, o país é um destino pouco visitado, mas com muito potencial.

Goyo-Travel-Mongolia-Khovsgol-Lake

Entre a China e a porção central da Rússia, a Mongólia tem o mesmo tamanho do Estado norte-americano do Alasca e é o 19º maior país do mundo. Ulan Bator, ao Norte, é a capital com menor temperatura média: -5º C, com média de -25º C no inverno. E as peculiaridades não param por aí: com 2,9 milhões de habitante e 1,5 milhão de km², é o país com a menor densidade demográfica do planeta. Cerca de 96% da população pertence à etnia dos mongóis. Ainda que não faça divisa com o Cazaquistão, o país, que fica a 38 km da fronteira Oeste, sofre influência da cultura casaque em sua porção Oeste.

gobi-desert-mongolia

Para quem não dispõe de muito tempo no país, uma visita ao deserto de Gobi, ao Sul, já mostra um pedaço das belezas inóspitas da região. Ao Norte, as pradarias na fronteira com a Rússia tem um clima quase subpolar e podem chegar a temperaturas de -40º C no inverno. Com um pouco mais de tempo, é possível visitar os templos budistas espalhados pelo país. O budismo é a religião de 89% da população e as construções milenares estão em todos os lugares.

caption

Para quem viaja de julho a outubro, o festival de Naadam é um dos principais acontecimentos do país e inclui três competições principais: arco e flecha, luta livre e corrida a cavalo.

Naadam-Festival-

A Mongólia oferece várias programações inusitadas para quem não gosta do turismo tradicional. No vale Yol, no deserto de Gobi, os viajantes podem explorar o local em caminhadas e vislumbrar geleiras eternas no topo da cadeia de montanhas da região, inclusive nos dias mais quentes. Para quem tem interesse em dinossauros, o Sul do país é cheio de sítios arqueológicos que têm exposições de, inclusive, ovos de dinossauros.

4

A melhor época para visitar a Mongólia é entre junho e agosto, por conta das temperaturas mais elevadas (que, na capital, não passam dos 14º C).

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Hospede-se com Harry Potter!

0ausu6l8yab9q8adq3zvq2mp0

Escolher bem uma hospedagem é um dos pré-requisitos para uma viagem de sucesso. Além de conforto e infraestrutura, alguns lugares podem oferece uma experiência única, como um hotel de Edimburgo, capital da Escócia, no Reino Unido, que tem quartos com uma decoração toda inspirada em Harry Potter!

Os fãs do bruxo mais famoso do cinema vão ficar encantados com as riquezas de detalhes e com as referências contidas em cada cômodo. O local foi elaborado por Yue Gao, um fã de Harry Potter cujas habilidades de design e imaginação contribuíram para que várias características fossem reproduzidas de forma muito similar ao descrito na obra, fazendo uma homenagem ao mundo criado pela escritora J. K. Rowling.

cqyvwf7gpbnpjgtchqde4ql3v

A porta de cada apartamento, por exemplo, tem como tema as cores e os símbolos de cada casa de Hogwarts. Também há uma entrada que simula o portal que fica na parece de tijolos da plataforma 9 ¾.

O quarto principal foi inspirado em um dormitório da casa Grifinória, contando com um dossel, um jogo de cama personalizado e até velas “flutuantes”. Há também um quarto menor que se assemelha a um compartimento do trem mágico, o Hogwarts Express. Todos os detalhes, incluindo móveis e itens de decoração, tem relação com alguma parte da história de Potter.

alan3e7ps4pwvo5idcxnze0qs

Além de visual impressionante, a hospedagem conta com uma cozinha completa, Wi-Fi, videogames, televisões e secador e cabelo. Também é possível relaxar em uma banheira de hidromassagem – os produtos de higiene pessoal são fornecidos pelo local. Vale ressaltar que não é permitido entrar na propriedade com o calçado que andou na rua.

O valor para se hospedar no local custa em média US$ 206 (aproximadamente R$661) por noite. Entretanto, os fãs de Harry Potter estão tornando o lugar disputadíssimo e, ao menos que haja desistências, você só conseguirá reservar pelo menos um dia na hospedagem depois de julho de 2019.

a4e0jtssn3jjsb2kpug1jirvd

Fonte: Ig

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Nova rota da arte no Oriente Médio

Marrocos e Emirados Árabes Unidos acabam de entrar para o roteiro de arte do outro lado do planeta. Desde a metade de outubro, Marrakech ganhou uma nova instituição cultural: o Musée Yves Saint Laurent. O local não é uma escolha aleatória: o estilista francês era apaixonado pela cidade, onde chegou a comprar, em 1980, a propriedade Jardim Majorelle (atualmente também um museu, mantido pela Fundação Pierre Bergé – Yves Saint Laurent).

Museu-Louvre_Abu-Dhabi-div

O acervo fixo conta com criações icônicas de YSL, como um exemplar do Mondrian Dress, modelo criado em 1965 e inspirado no trabalho do artista holandês que o batizou. O complexo inclui, ainda, restaurante, biblioteca e auditório.

Em 11 de novembro foi a vez de Abu Dhabi ganhar uma unidade do Louvre depois de uma década de construção. O designer Jean Nouvel foi o responsável pelo projeto, que fica na ilha de Saadiyat, a apenas sete minutos da cidade. O complexo, de design futurista, conta com 23 galerias e salas de exibições permanentes, auditório, centro de pesquisa e museu infantil.

fubiz-yves-saint-laurent-museum-marrakesh-01

Para “abastecer” o acervo, 17 museus e instituições francesas colaboraram com o empréstimo de cerca de 300 obras. No momento, exemplares de Van Gogh, Manet e Leonardo da Vinci já se encontram em solo oriental. Calcula-se que a coleção permanente chegue a 600 itens – cerca de um terço deles já está em exposição.

Fonte: Forbes

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Hospede-se em um ninho no Quênia

hotel-quenia-ninho-01

Os turistas que visitarem o Quênia poderão desfrutar de uma experiência única em um hotel a céu aberto. O Bird Nest Hotel, como foi batizado, é uma hospedagem que fica no meio de um safari africano. O diferencial do alojamento é sua arquitetura: longe de ser um hotel comum, ele tem o formato de um ninho de um pássaro gigante, do tamanho de um dinossauro. Nele, o hóspede tem a oportunidade de ficar no topo do ninho, a uma altura acima das florestas ao redor, observando a visão panorâmica do céu, do topo da mata e dos rios próximos.

hotel-quenia-ninho-02

O novo hotel é um trabalho conjunto do Segera, parque da região da Laikipia, e da Nay Palad, uma empresa que se dedica à criação de objetos e destinos surpreendentes. A dupla de empresas se uniu para criar uma construção única e que fosse concebida como uma “joia pacífica no coração do mundo selvagem”.

hotel-quenia-ninho-05

Além da paisagem deslumbrante, o Bird Nest oferece uma experiência única para o visitante. Após um dia de safari, o hóspede chega ao ninho de pássaros no final da tarde para contemplar o pôr-do-sol, enquanto bebe champanhe e janta uma refeição no estilo tupiniquim.

hotel-quenia-ninho-04

Quando os raios solares cessam, pode optar por dormir no topo do hotel, olhando para o céu e para as árvores ao redor, ou adentrar na construção e curtir o quarto em luxuosos e confortáveis lençóis. Pela manhã, um café da manhã é servido e, para quem tiver sorte, elefantes e girafas podem ser observados na vizinhança. Embora tenha capacidade para um casal, uma família inteira pode se hospedar neste hotel, caso esteja disposta a se dividir entre o ninho superior e o quarto inferior. Os preços variam conforme o período de estadia, mas se iniciam em US $ 1.150 por noite, cerca de R$3.700.

hotel-quenia-ninho-03

Fonte: Casa Vogue

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Munique para pais e filhos

Não basta você amar uma cidade: antes de visitá-la com seus filhos, é importante se assegurar de que ela é uma boa opção para crianças – o tal do “child friendly”. Munique, na Alemanha, não parece ser a escolha mais óbvia com crianças, mas acredite, a cidade tem uma série de atrativos para crianças, a começar por museus.

munich2-580x386

O German Museum, um dos maiores e mais antigos museus de ciência do mundo, é um passeio sensacional para se fazer com crianças. De cara você pode pensar num verdadeiro inferno que seria passar um dia inteiro com crianças num museu desse tamanho, mas o German Museum tem um acervo realmente fascinante, que conta com aviões, motores de navios, helicópteros, instrumentos… Tudo dividido por temas e por andares. Há ainda um planetário e um observatório. Ou seja: você pode escolher um tema ou vários, e assim prevenir o passeio de ficar monótono. No final do passeio, você pode passar com as crianças na sala infantil, que conta com peças grandes de Lego, espelhos e um violão gigante, em que as crianças podem entrar ou tocar. Há ainda uma mesona para desenhar, pintar ou fazer massinha. É aquela hora pra você sentar e dar uma descansadinha bem-vinda antes de almoçar ou continuar suas andanças pela cidade.

german-museum-2-580x386

Ali perto fica o English Garden, um parque maior que o Central Park, lindo, cheio de parquinhos para crianças (com um carrossel antiiiigo lindo!), beer gardens, e lugares em que você pode alugar um pedalinho para percorrer seus rios. Tem crianças brincando no carrossel, escorrega e balanços, ou correndo com seus patinetes, enquanto os pais tomam uma cerveja sentados no gramado ou curtem um piquenique.

Até o relógio secular Glockenspiel, com seus bonecos dançantes e música alta, na Marienplatz, é motivo de diversão para as crianças, que adoram vê-lo funcionando como um teatrinho (sempre às 11h, 12h e 17h no verão). Dali, se você quer seguir no roteiro turista, pode almoçar ou jantar na Hofbrauhaus, cervejaria famosa da cidade, que conta com música ao vivo e jardim super agradável, ou visitar a Obletter, uma enorme e bem tradicional loja de brinquedos da cidade.

dinesem-580x352

O museu de arte moderna é espaçoso e nunca reúne muita gente, ou seja, é bem calminho e não agita as crianças, e você pode, com calma, mostrá-las trabalhos de Andy Warhol e Keith Haring, entre outros. Ainda em Munique, você pode tentar incluir no seu roteiro o Museu do Brinquedo, o mercado a céu aberto Viktualienmarket e o Bavaria Film Studios, em que as crianças podem voar naquele enorme e lindo cachorrão branco de “História Sem Fim”. No Museu do Brinquedo, porém, uma ressalva: claro, as crianças não podem tocar em nada.

Para tornar a viagem ainda mais abrangente e animada, você de carro pode ir passar o dia na Legoland, que fica na cidade de Günzburg, a uma hora de Munique. O parque não é tão pequeno mas nem tão grande a ponto de você não conseguir fazê-lo em uma tarde, por exemplo. É muito fofo para crianças e adultos, e atende dos mais pequenos aos maiores, com brinquedos que vão de trenzinhos a montanhas-russas (sem tanta adrenalina, que fique claro).

legoland-580x378

Outra viagem legal de se fazer de Munique é para Nuremberg, onde fica o Museu dos Julgamentos de Nuremberg. Pertinho de Nuremberg, para negociar com as crianças, fica o fofíssimo Playmobil FunPark, uma excelente pedida se você tem filhos pequenos, já que praticamente todo o parque é feito para crianças mais novas. Há uma sucessão de parquinhos, barquinhos, carrinhos para dirigir, pula pula, chafariz em que as crianças podem entrar de roupas de banho em dias de calor, castelos e vários cantinhos de brinquedos Playmobil dispostos para crianças brincarem. O parque conta também com uma área fechada cheia de brinquedos Playmobil para as crianças brincarem, restaurantes e uma loja de Playmobil que enlouquece não apenas as crianças. Ah, e vale a pena também pelo  preço: há uma série de promoções na loja, e a oportunidade de se ter todo o catálogo Playmobil à venda no local.

playmobil-funpark-zirndorf-oberasbach-nuernberg-580x381

Fonte: Petiscos

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A mais “instagramável”

O inverno no hemisfério norte está no auge e muita neve cobre as cidades neste momento, as deixando ainda mais fotogênicas. Para quem quer postar belas fotos no Instagram, a empresa Focus Clinic fez uma pesquisa para descobrir as cidades mais postadas no Instagram e descobriu que a Berna, capital da Suíça, é a mais “instagramável”.

cidades-mais-instagramaveis-do-mundo-no-inverno-01

Para computar as imagens, a empresa contou o número de vezes que a hashtag com o nome de cidades invernais foram postados. #bern foi postado 1.082.440 vezes, seguido de #Aspen, com 935.040 vezes.

Além de ser a capital suíça, a cidade também é o Patrimônio Mundial da UNESCO. Você deve estar se perguntando o que esse destino tem de tão especial. E a resposta é uma arquitetura planejada e que conta uma história, que começou a ser escrita em 1191, quando a cidade começou a ser erguida.

cidades-mais-instagramaveis-do-mundo-no-inverno-02

Por suas ruas, há espaços obrigatórios para o turista tirar foto, como a Torre do Relógio, a Torre Prisional (Käfigturm), a catedral (Münster) e as fontes escultóricas do Renascimento. Há experiências turísticas bastante procuradas como dormir em um iglu, visitar o palácio de gelo de Schwarzsee ou patinar no lago da montanha de Schwarzsee, que congela durante o inverno. Um deslumbre!

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Alinea, eleito 4 vezes o melhor restaurante das Américas

20_s.0.0

O Alinea, em Chicago, é um dos restaurantes mais prestigiados dos Estados Unidos, e provavelmente o melhor de todos. De propriedade do chef Grant Achatz, o local ostenta nada menos do que três estrelas Michelin.

19932489_110508632926068_7530695133096837120_n

Grant, cuja principal referência e inspiração é o grande chef catalão Ferran Adrià,  é especializado em comida molecular, e trabalha somente com ingredientes orgânicos e provenientes de produtores locais. Mas engana-se quem pensa que isso significa um cardápio com opções acessíveis.

1168609_841121059348538_1076115525_n

Seus pratos não são nada baratos, sendo que o mais em conta dos menus degustação, por exemplo, custa quase 200 dólares por pessoa. Conseguir reserva no local também não é tarefa fácil, e a lista de espera costuma girar em torno dos 3 meses. Mas quem já teve a oportunidade de experimentar a comida preparada pelo chef estrelado, garante que cada centavo investido valeu a pena!

19761482_295046850957721_7613448325278203904_n

Fonte: Nômades Digitais

Gostou? Então compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone